quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Fingir para que?

Espero, jamais, fazer de conta que sou feliz.
Quero mesmo ser feliz.
Jamais fingirei um orgasmo.
Quero mesmo senti-los.
Jamais direi que amo sem amar...
Quero amar, amar, amar...

Joice

13 comentários:

LOURO disse...

Olá Amiga Joice, assim é que se fala, neste caso se escreve, nada mais triste do que não se ser sincero(a)... Gostei!!!
Amiga, beijinhos de carinho!
Lourenço

Dauri Batisti disse...

Isto é um manifesto de compromisso com a autenticidade. Um manifesto com ternura.

Obrigado pelo carinhoso comentário que você deixou no ESSAPALAVRA. Sei da sinceridade, por isso, obrigado. Você é linda demais.

Beijo

tossan disse...

Belo!!! Bj

caurosa disse...

Olá Joice Worm, os fingidores passam a vida fingindo e se enganando. Nunca são autênticos. Os fingidores não amam, sofrem. Muita paz e harmonia para vocês.

Forte abraço

caurosa.wordpress.com

Sol da meia noite disse...

Um sentir que revela o Tudo que preenche por completo o Nada.

Por vezes o vazio da vida leva a que nos enganemos; leva-nos a fingir que tudo temos, quando na verdade nada temos. Inventamos a vida.
O que não é o teu caso.

Querida, que sejas Sempre Feliz.


Um jinho muito amigo *

Vivian disse...

...assino embaixo de todas
as suas afirmações.

muahhhh, minha linda!

Gerly disse...

Fingir é frustrante e desesperador.
Ser verdadeiro consigo mesmo é a melhor coisa que há.

Bjokas!

:o)))

O Profeta disse...

Fingir é enganar a vida...


Doce beijo

JOCENDIR CAMARGO disse...

Lendo seus escritos vejo uma pessoa que realmente preza a fidelidade de carater e a lealdade de espirito, então, tenho certeza, serás feliz...Seja assim, você mesma...
Um bom final de semana e um beijo com meu carinho...

JOICE WORM disse...

A todos,

Vos digo: A cada dia que passa, e a cada momento que eu experimento coisas novas ou sou confrontada com pessoas, personalidades, dificuldades, contrariedades... Me transformo em uma pessoa mais alerta, corajosa e sábia.
Já não tenho os pequeninos medos de menina e ando a perder os medos de adulto, quer seja pelas ameaças dos impostos ou seja por uma conta que não posso pagar... Quanto a factos não há argumentos.
Por isto, se estou feliz, estou feliz mesmo. Se estou infeliz, faço de tudo para mudar a situação.
Não quero me enganar dizendo que amanhã será um dia melhor, pois amanhã é amanhã. E hoje estou viva e preciso mudar de atitudes e resolver meus assuntos da melhor forma possível. Quando acordar amanhã, tenho certeza que alguma coisa já fiz...
Quanto ao orgasmo, o bom é desfrutar desta coisa boa que Deus deu: A mais perfeita integração de todos os orgãos. Não vale a pena fingir. Quem perde é o fingidor. Mesmo que demore de chegar, vale a pena a espera. Há muito o que fazer no interím... Beijar aqui e acolá, acariciar, dizer palavras boas e concentrar-se neste momento de glória.
Depois deste auge, verás como é fácil perdoar e amar. Você se sente leve, seguro e cheio de vontade de viver.

Viva a vida!!

No Limite do Oceano disse...

Também quero amar...e se puder ser que seja perdidamente :- )

*Hugs n' smiles*
Carlos

acqua disse...

Fingir só se for como o poeta "fingir deveras a dor que deveras sente".
Bj

neo-orkuteiro disse...

Grande momento esse seu, Joice, em que doa da própria alma nessas palavras tão bonitas e tão caregadas de uma enorme credibilidade. Quem haveria de duvidar que essa aí é você mesma?