segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Prometo!

2009,

Eu prometo que vou entrar com o pé direito,
mas depois vou colocar o meu pé esquerdo
e mais uma vez o direito
e não pararei mais de caminhar.

Joice

domingo, 28 de dezembro de 2008

QUERER É PODER

Assim dizia o desenho animado:

PELOS PODERES DE GRAYSKULL, EU TENHO A FORÇA!!

Agora digo eu:

PELOS PODERES DE JOICE, EU TENHO A FORÇA!!

Agora dirão vocês:

PELOS PODERES DE ..................., EU TENHO A FORÇA!!


GRAÇAS A DEUS!

Um beijo a esta imagem de força interior.
Direto para o infinito!!!...
MUAAAAAAAAC!!


sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Dia 26...

O dia 26 de Dezembro é um dia cheio de energias carregadas.
Acordamos todos felizes e esperançosos por um mundo melhor.
E se acreditarmos e fizermos a nossa parte boa, cada um...
Não haverá motivo para esta esperança desvanecer.

Dia 26, 27, 28... Fim de ano.
Mas porque fim de ano tem necessáriamente anunciar o fim, se vai tudo continuar no ano que vem?

Aprender a encarar e resolver os assuntos pendentes. Isso é que é preciso.
Levantar a cabeça, atirar fora os velhos papéis e colocar folhas limpas na mesa.
Recuperar fôlego para recomeçar e trabalhar para ter dinheiro.
Visualizar uma qualidade de vida melhor. Correr atrás.
Acreditar que vai conseguir...
Adeus ilusões.
Tudo é palpável.
Resolver é a palavra de ordem
Mudar de atitude.
Mudar de casa se for preciso.
Mudar... Mover-se!!!

Que venha o ano novo. Que venham os problemas.
Estamos aqui para resolvê-los!!!!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL MUNDO!











(Casados há 500 anos!)

FELIZ NATAL MUNDO!!!!

Não há distinção de cores de raças
Não há distinção de inteligências
Não há diferenças sociais
Não há grupos limitados
Não há diferenças de idades
Não há condutas que diferenciem-se

Todos, mesmos todos nós merecemos

UM FELIZ NATAL!!!!

(São os desejos do PEQUENO MILAGRE)

Bem Haja!!!

domingo, 21 de dezembro de 2008

Lute!

A vida é como uma batalha
Podes escolher entre render-se
Ou seguir lutando.

Lhe aconselho por experiência própria...
Mesmo que lute e pareça que a batalha está perdida,
Ou que lhe passe pela cabeça que não vais conseguir...
Continue lutando e acreditando no seu objectivo

O final da batalha e o resultado de quem vence,
é daquele que não desistiu de lutar.

Joice Worm

domingo, 14 de dezembro de 2008

Somos pedra, somos diamante

Não nos livrai da tentação de comer.
Mas que aprendamos a comer com qualidade e não com quantidade.

Não nos livrai da tentação de beber.
Mas que aprendamos a beber com moderação.

Não nos livrai da dor que nos assola,
para que aprendamos o que nos levou a isso.

Não nos livrai da inveja,
para que ganhemos força e sabedoria para evitá-la.

Não nos livrai do sentimento de vingança,
até que aprendamos que o retorno será pior.

Não nos livrai do ciúme que nos destrói,
para que aprendamos que ninguém é de ninguém e que o mal deste sentimento só destrói a relação.

A tentação e os males estão de mãos dadas e um sábio os sente ao longe.
Sabe discernir.

Nada como um mundo de dificuldades para burilar a pedra que somos.
Bem haja!

Joice Worm


(Me inspirei no post do Tossan, LIVRAI-ME)

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Despertar !!

Há que ser irreverente, há que ser atrevido!
Não há homem nem mulher que consiga alguma coisa em suas vidas,
sem lutar,
sem sair,
sem conhecer,
sem se dar a conhecer,
sem mostrar o que sabe fazer,
sem querer ser...

Porque, sim.
Você pode!!

Há que ser irreverente, há que ser atrevido!
Mas o despertar é Agora!!
Neste exacto momento.
Não te sintas satisfeito.
Ainda há caminho a percorrer.
Nem imaginas a paisagem que ainda há para ver...

Há que ser irreverente, há que ser atrevido!

(Joice Worm)

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Inauguração Café-Bar




Haha... Vocês acreditam que com todo o entusiasmo, eu terminei por esquecer o filme da máquina fotográfica? Quer dizer, a máquina foi, o filme não... Hehe...
Mas por sorte, lá estava um telemóvel da nova geração, que conseguiu sacar uma foto do casal. Mas o melhor da festa, ficou na doçura da lembrança!

Foi M A R A V I L H O S O !!!!!

Bem haja! Graças a Deus!!!

E acha que vocês não compareceram? Nam... Estavam todos dentro do meu pensamento. Por isso não deu para lembrar do filme... Hehe.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Confortável sensação

Estou lisonjeada...

Recebi um presente do João Alves - Blog Neo-orkuteiro:
http://neo-orkuteiro-bondeandando.blogspot.com/2008/12/joice.html

A amizade é uma doçura!

Como todos sabem, tem sido dias incríveis de trabalho. Ontem, até dormi no lugar que estamos organizando para abrir a Cafetaría. Já não aguentava. Paulo também estava de rastros... Chegamos pela manhã e sem almoçar, praticamente, continuamos a trabalhar em todos os detalhes de pinturas, concertos, encomendas, recebimentos de máquinas, materiais de consumo... Ufa. Não deu outra, quando dei por mim, estava dormindo no sofá da sala dos sócios da Escola de Pilotos. Mas descansei nos braços de Morfeu por 15 minutos.

Quando fomos para casa, tinhamos uma grande alegria co'agente. Nossa filha mais velha tinha chegado da cidade em que vive, enquanto faz a Faculdade. Veio para a inauguração de segunda-feira. Uma alegria!

Jantamos e conversamos enquanto comíamos, mas a Joice aqui, mal mastigava de tanto cansaço... Um beijinho, um banho quente... zzzzzzzzzzzzzzz.

Agora já são horas de despertar outra vez. Ainda temos mais 3 dias de trabalho intenso. Vamos a isso!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Um sorriso do tamanho do mundo!

Esta foto foi há 4 anos atrás... Fiquei com saudades e tive que postar, apesar deste meu sorriso quase engolir a tela... hehehehe.

Boa semana, pessoal!

sábado, 29 de novembro de 2008

Paixão

Consegues descrever o que sentiste quando achou que estava apaixonado ou apaixonada?...

Um frio no estômago, um tremor nas pernas, uma fascinação de hipnotizar...
Procuraste se arrumar mais, ajeitar melhor o cabelo, parecer mais bonito ou bonita?...

Ai o amor... Sempre a procura de agradar...

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Don´t worry. Be happy!!

A todos,

Vos digo: A cada dia que passa, e a cada momento que eu experimento coisas novas ou sou confrontada com, personalidades, dificuldades, contrariedades... Me transformo em uma pessoa mais alerta, corajosa e sábia.

Já não tenho os pequeninos medos de menina e ando a perder os medos de adulto, quer seja pelas ameaças dos impostos ou seja por uma conta que não posso pagar... Quanto a factos não há argumentos.

Por isto, se estou feliz, estou feliz mesmo. Se estou infeliz, faço de tudo para mudar a situação. Não quero me enganar dizendo que amanhã será um dia melhor, pois amanhã é amanhã. E hoje estou viva e preciso mudar de atitudes e resolver meus assuntos da melhor forma possível. Quando acordar amanhã, tenho certeza que alguma coisa já fiz...

Quanto ao orgasmo, o bom é desfrutar desta coisa boa que Deus deu: A mais perfeita integração de todos os orgãos. Não vale a pena fingir. Quem perde é o fingidor. Mesmo que demore de chegar, vale a pena a espera. Há muito o que fazer no interím... Beijar aqui e acolá, acariciar, dizer palavras boas e concentrar-se neste momento de glória.

Acreditem que mesmo a um acamado enfermo, as carícias do companheiro/a lhe devolverá à saúde. A alma não esquece dos afagos de uma mão. E está disponível a entregar-se para não lembrar da dor.

Depois deste auge, sinta o milagre. Nos sentimos:
Leves, seguros e cheios de vontade de viver.


http://www.youtube.com/watch?v=rz1OfJglBbI

Don't worry, be happy!

Viva a vida!!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Fingir para que?

Espero, jamais, fazer de conta que sou feliz.
Quero mesmo ser feliz.
Jamais fingirei um orgasmo.
Quero mesmo senti-los.
Jamais direi que amo sem amar...
Quero amar, amar, amar...

Joice

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Esforço pessoal

Isto é o que temos que fazer...
Nosso esforço individual servirá para mudarmos o mundo.
Cada esforço que fizermos por nós, estaremos a fazer para outros.
E cada esforço que fizermos para o outro, estaremos a fazer por nós.

Eu e o Paulo estamos lutanto com todas as nossas forças,
por conseguir realizar um sonho e garantir o futuro da nossa família,
visando o nosso crescimento para podermos ajudar mais pessoas.

Não será difícil chegar ao ponto que queremos,
pois o que nos une, é um único objectivo.
O que nos une, é querer fazer um ao outro feliz,
O que nos une, é querer chegar ao fim. Juntos.

Neste momento, os apoios são quase nulos.
Entre alegrias e novidades de negócio,
reconhecemos alguns amigos.
Reconhecemos "um amigo".
E lhe agradecemos. Pois sem nos pedir nada em troca
Nos ajudou financeiramente com o pouco que tinha...

... Acredite... Se um dia parece que todas as luzes se apagaram, haverá sempre alguém que acenderá uma pequenina chama, para lhe fazer enxergar o caminho. Bem haja!...

Obrigado, L. F. F. !!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Pie in the Sky

O SEGREDO DO SUCESSO !

ANA CLAUDIA LAFORGA &
RICHARD PREEN

Ana Claudia Laforga"Pie in the Sky"
Rua Cayowaá, 1005 A - Perdizes, 11
- 9472-097311
- 3862-145111


Matéria no Estadão de São Paulo, hoje!!

PARABÉNS CLAUDIA E RICHARD, SÃO OS DESEJOS DE TODOS OS BLOGUITAS SEUS AMIGOS.!!!!! FORÇA, AÍ....
QUEREMOS COMER TORTAS!! HEHE...

Sombra

Eu costumo dizer que a sombra aparece mediante a direção que você deixa a luz incindir sobre o seu corpo.
E o corpo e o ego desaparece quando você se coloca na sombra de outro corpo.


Esta resposta me inspirei em uma pergunta que Vivian - In Foco fez no post "Matar o Ego".

sábado, 22 de novembro de 2008

Frigideira do Espírito

O vapor abre o espírito dos mexilhões.
A sauna é uma boa maneira de abrirmos o nosso.

O sal da sabor à comida,
E um pouco de contratempo também dá sabor à vida.

O cheiro lembra lugares
E os lugares nos faz sentir cheiros

O vapor, o sal e o cheiro
O espírito, a vida e os lugares

Somos nós. Mas a essência da vida está no SAL dos contratempos.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Um Milagre e um até...

Onde anda a Joice que não aparece há 4 dias???
- Ando a preparar um pequeno milagre junto com o meu marido cozinheiro...

E o que mais?
- Limpando, decorando, criando...

E o que é?
- Um Café-Bar-Restaurante

Em plena crise?
- E daí? Não podemos ficar parados a assistir e esperar para bater a cabeça no fundo...

E estás segura?
- Demais!

Feliz?
- Muito mais. Ao menos a minha vida pulsa.

Então... Boa sorte para o casal!
- A sorte está do nosso lado. E a motivação agarrada aos nossos pés. Agora já não dá p'ra parar. Voltarei em breve para contar... Até já meus queridos amigos!

domingo, 16 de novembro de 2008

Today Flowers





20060114-Flores-Murilo78

Um desafio do Carlos...

O Carlos, amigo do Blog NO LIMITE DO OCEANO, me convidou a um desafio... Lhe disse entretanto que achava que não ia conseguir responder, mas resolvi tentar. Basicamente o que tenho para fazer é escolher um artista e com base nas músicas, responder a 10 perguntas.

Aqui está o desafio com as minhas respostas… Com base nas músicas cantadas por Milton Nascimento.

1. És homem ou mulher?
..... Maria Maria

2. Descreve-te:
.... Milagre dos Peixes

3. O que as pessoas acham de ti?
..... Que bom amigo

4. Como descreves o teu último (antes do actual) relacionamento?
..... Coisas da Vida

5. Descreve o estado actual da tua relação amorosa:
......Um gosto de sol

6. Onde querias estar agora?
..... Nos bailes da vida

7. O que pensas a respeito do amor?
..... O cio da Terra

8. Como é a tua vida?
..... Travessia

9. O que pedirias se pudesses ter só um desejo?
..... Sorri

10. Escreve uma frase sábia:
...... Bola de meia, bola de gude

Como era de se esperar vou passar este desafio a CARO, ALICE e MARCOS SANTOS. Vou imaginar outro desafio para enviar aos outros cristais que adoro, mas o Carlos disse que eram só para 3 desta vez... Aí estão vocês sendo desafiados, mas os visitantes podem comentar do mesmo jeito.

Já agora, conheces e gostas de alguma música que o Milton canta, destas que eu mencionei?

sábado, 15 de novembro de 2008

Na ponta do pé

Cantar e dançar nos põe no topo do mundo em ponta de pés.
As mãos para o alto e olhos fechados,
Se quiseres, te faz pensar que já alcançaste a felicidade.

Joice

(Me inspirei no Bog da Isa: Estrela Errante (Deixa a tua alma voar).... Linck:
http://flordodeserto.blogspot.com/2008/11/benditas-lgrimas.html).

domingo, 9 de novembro de 2008

Minha estrada, minhas curvas

Olhem só o que escrevi na Terça-feira, 24 de Outubro de 2006... E já se passaram 2 anos mais. Foi um misto de amor-ódio com certeza... (Risos).

Uma estrada feminina

Às vezes me sinto como se fosse uma estrada em sua paisagem circundante. Tenho curvas, montes, vales, buracos, floresta e até rios poluídos quando de vez em quando sai do seu regaço e vai cano abaixo. Lindo. Uma paisagem incomparável. Não tem cheiro por momentos, mas depois se me concentro, até desmaio de satisfação. Ali estou eu, só com o meu corpo, cheio de sabor e energia, cheio de desejos sobre ele e curtindo um momento único de amor próprio. Gostando de mim, dia após dia, esse meu corpo que já foi mais belo e agora, mais velha, com essa gordurinha em torno da barriga, tão gostosa... Esses cabelinhos brancos na cabeça, fazendo notar ainda mais o meu charme interior quando sai de vez em quando das madeixas negras que ainda me restam... Que perfeição da natureza. Deus não descansou enquanto não me modelou... Ah, Homem. Por que me fizeste tão bela a envelhecer... Agora é impossível viver sem me esquecer. Isso das curvas a mais que me pusestes agora, foi demais. Adorei. Até dão para segurar melhor as calças... Antes caíam pela cintura que até precisava de cintos, agora, é só excesso de gostosura!
Bom, vou dormir, e pedir mais um dia de vida.
Só assim verei que amanhã estarei mais VELHA e mais BELA!

Realmente... Devemos escrever e guardar para um dia reler. Apesar de me sentir impulsionada a mudar os primeiros parágrafos, terminei por achar graça. Viva a vida!!...

sábado, 8 de novembro de 2008

Por estas e outras...

(Inspirado no Blog de Taxi Pluvioso - Pratinho de Couratos, terminei por divagar sobre a minha vida econômica...)

...Por estas e outras que eu saí do Brasil,
Por estas e outras que saí de Portugal,
Por estas e outras que estou em Espanha...

E por estas e outras, que apesar de não ser dona de um Banco,
estou vendendo a minha sabedoria, aprendida ao longo da vida, com e sem os livros, para montar um Restaurante...
O terceiro, pois antes a minha sabedoria não funcionou tão bem.
Não contava com a troca da moeda de escudos para euros,
não contava com aumento de impostos,
não contava com a crise, não contava com as dificuldades das famílias que passaram a encarar comer fora, como luxo...
Não contava com nada disso, e usufruímos o dinheiro em família.

Não me arrependo. Tenho o que contar...
Posso dizer do bom que comi e do melhor que bebi.
Das maravilhas que vi e da satisfação que me deu em comprar.

Pode existir o Presidente que fôr na face da terra. Que tenham ideologias e governos diferentes... Pode existir Instituições diversas que manipulem e regrem as pessoas...

Mas nada, irá limitar a minha maneira de ser e viver.
Assim, quando "esticar o pernil", o meu cruxifico será as minhas próprias mãos cruzadas no meu peito, mas com um grande sorriso na cara!

Ufa... Viu só. Coloquei uma montanha de coisas para fora. Até pareceu que estava na Sala de Consultas da Joice... Hehe.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Crer ou não crer...

Eu acredito em mim...
No amigo que está ao meu lado
No amigo que está lá em cima
E no amigo que já está lá em baixo.

Quem está por trás de mim.
Eu não acredito...

Joice Worm

PODEMOS...YES, WE CAN!

Washington, quarta-feira, 05 Nov

Discurso do Presidente eleito dos Estados Unidos em 2008.

BARACK OBAMA

"Olá, Chicago!
Se alguém aí ainda duvida de que os Estados Unidos são um lugar onde tudo é possível, que ainda se pergunta se o sonho de nossos fundadores continua vivo em nossos tempos, que ainda questiona a força de nossa democracia, esta noite é sua resposta.
É a resposta dada pelas filas que se estenderam ao redor de escolas e igrejas em um número como esta nação jamais viu, pelas pessoas que esperaram três ou quatro horas, muitas delas pela primeira vez em suas vidas, porque achavam que desta vez tinha que ser diferente e que suas vozes poderiam fazer esta diferença.
É a resposta pronunciada por jovens e idosos, ricos e pobres, democratas e republicanos, negros, brancos, hispânicos, indígenas, homossexuais, heterossexuais, incapacitados ou não-incapacitados.
Americanos que transmitiram ao mundo a mensagem de que nunca fomos simplesmente um conjunto de indivíduos ou um conjunto de estados vermelhos e estados azuis.
Somos, e sempre seremos, os EUA da América.
É a resposta que conduziu aqueles que durante tanto tempo foram aconselhados por tantos a serem céticos, temerosos e duvidosos sobre o que podemos conseguir para colocar as mãos no arco da História e torcê-lo mais uma vez em direção à esperança de um dia melhor.
Demorou um tempo para chegar, mas esta noite, pelo que fizemos nesta data, nestas eleições, neste momento decisivo, a mudança chegou aos EUA.
Esta noite, recebi um telefonema extraordinariamente cortês do senador McCain.
O senador McCain lutou longa e duramente nesta campanha. E lutou ainda mais longa e duramente pelo país que ama. Agüentou sacrifícios pelos EUA que sequer podemos imaginar. Todos nos beneficiamos do serviço prestado por este líder valente e abnegado.
Parabenizo a ele e à governadora Palin por tudo o que conseguiram e desejo colaborar com eles para renovar a promessa desta nação durante os próximos meses.
Quero agradecer a meu parceiro nesta viagem, um homem que fez campanha com o coração e que foi o porta-voz de homens e mulheres com os quais cresceu nas ruas de Scranton e com os quais viajava de trem de volta para sua casa em Delaware, o vice-presidente eleito dos EUA, Joe Biden.
E não estaria aqui esta noite sem o apoio incansável de minha melhor amiga durante os últimos 16 anos, a rocha de nossa família, o amor da minha vida, a próxima primeira-dama da nação, Michelle Obama.
Sasha e Malia amo vocês duas mais do que podem imaginar. E vocês ganharam o novo cachorrinho que está indo conosco para a Casa Branca.
Apesar de não estar mais conosco, sei que minha avó está nos vendo, junto com a família que fez de mim o que sou. Sinto falta deles esta noite. Sei que minha dívida com eles é incalculável.
A minha irmã Maya, minha irmã Auma, meus outros irmãos e irmãs, muitíssimo obrigado por todo o apoio que me deram. Sou grato a todos vocês. E a meu diretor de campanha, David Plouffe, o herói não reconhecido desta campanha, que construiu a melhor campanha política, creio eu, da história dos EUA da América.
A meu estrategista chefe, David Axelrod, que foi um parceiro meu a cada passo do caminho.
À melhor equipe de campanha formada na história da política. Vocês tornaram isto realidade e estou eternamente grato pelo que sacrificaram para conseguir.
Mas, sobretudo, não esquecerei a quem realmente pertence esta vitória. Ela pertence a vocês. Ela pertence a vocês.
Nunca pareci o candidato com mais chances. Não começamos com muito dinheiro nem com muitos apoios. Nossa campanha não foi idealizada nos corredores de Washington. Começou nos quintais de Des Moines e nas salas de Concord e nas varandas de Charleston.
Foi construída pelos trabalhadores e trabalhadoras que recorreram às parcas economias que tinham para doar US$ 5, ou US$ 10 ou US$ 20 à causa.
Ganhou força dos jovens que negaram o mito da apatia de sua geração, que deixaram para trás suas casas e seus familiares por empregos que os trouxeram pouco dinheiro e menos sono.
Ganhou força das pessoas não tão jovens que enfrentaram o frio gelado e o ardente calor para bater nas portas de desconhecidos, e dos milhões de americanos que se ofereceram como voluntários e organizaram e demonstraram que, mais de dois séculos depois, um Governo do povo, pelo povo e para o povo não desapareceu da Terra.
Esta é a vitória de vocês.
Além disso, sei que não fizeram isto só para vencerem as eleições. Sei que não fizeram por mim.
Fizeram porque entenderam a magnitude da tarefa que há pela frente. Enquanto comemoramos esta noite, sabemos que os desafios que nos trará o dia de amanhã são os maiores de nossas vidas - duas guerras, um planeta em perigo, a pior crise financeira em um século.
Enquanto estamos aqui esta noite, sabemos que há americanos valentes que acordam nos desertos do Iraque e nas montanhas do Afeganistão para dar a vida por nós.
Há mães e pais que passarão noites em claro depois que as crianças dormirem e se perguntarão como pagarão a hipoteca ou as faturas médicas ou como economizarão o suficiente para a educação universitária de seus filhos.
Há novas fontes de energia para serem aproveitadas, novos postos de trabalho para serem criados, novas escolas para serem construídas e ameaças para serem enfrentadas, alianças para serem reparadas.
O caminho pela frente será longo. A subida será íngreme. Pode ser que não consigamos em um ano nem em um mandato. No entanto, EUA, nunca estive tão esperançoso como estou esta noite de que chegaremos.
Prometo a vocês que nós, como povo, conseguiremos!
Haverá percalços e passos em falso. Muitos não estarão de acordo com cada decisão ou política minha quando assumir a presidência. E sabemos que o Governo não pode resolver todos os problemas.
Mas, sempre serei sincero com vocês sobre os desafios que nos afrontam. Ouvirei a vocês, principalmente quando discordarmos. E, sobretudo, pedirei a vocês que participem do trabalho de reconstruir esta nação, da única forma como foi feita nos EUA durante 221 anos, bloco por bloco, tijolo por tijolo, mão calejada sobre mão calejada.
O que começou há 21 meses em pleno inverno não pode acabar nesta noite de outono.
Esta vitória em si não é a mudança que buscamos. É só a oportunidade para que façamos esta mudança. E isto não pode acontecer se voltarmos a como era antes. Não pode acontecer sem vocês, sem um novo espírito de sacrifício.
Portanto façamos um pedido a um novo espírito do patriotismo, de responsabilidade, em que cada um se ajuda e trabalha mais e se preocupa não só com si próprio, mas um com o outro.
Lembremos que, se esta crise financeira nos ensinou algo, é que não pode haver uma Wall Street (setor financeiro) próspera enquanto a Main Street (comércio ambulante) sofre.
Neste país, avançamos ou fracassamos como uma só nação, como um só povo. Resistamos à tentação de recair no partidarismo, na mesquinharia e na imaturidade que intoxicaram nossa vida política há tanto tempo.
Lembremos que foi um homem deste estado que levou pela primeira vez a bandeira do Partido Republicano à Casa Branca, um partido fundado sobre os valores da auto-suficiência e da liberdade do indivíduo e da união nacional.
Estes são valores que todos compartilhamos. E enquanto o Partido Democrata conquistou uma grande vitória esta noite, fazemos com certa humildade e a determinação para curar as divisões que impediram nosso progresso.
Como disse Lincoln a uma nação muito mais dividida que a nossa, não somos inimigos, mas amigos. Embora as paixões os tenham colocado sob tensão, não devem romper nossos laços de afeto.
E àqueles americanos cujo apoio eu ainda devo conquistar, pode ser que eu não tenha conquistado seu voto hoje, mas ouço suas vozes. Preciso de sua ajuda e também serei seu presidente.
E a todos aqueles que nos vêem esta noite além de nossas fronteiras, em Parlamentos e palácios, a aqueles que se reúnem ao redor dos rádios nos cantos esquecidos do mundo, nossas histórias são diferentes, mas nosso destino é comum e começa um novo amanhecer de liderança americana.
A aqueles que pretendem destruir o mundo: vamos vencê-los. A aqueles que buscam a paz e a segurança: apoiamo-nos.
E a aqueles que se perguntam se o farol dos EUA ainda ilumina tão fortemente: esta noite demonstramos mais uma vez que a força autêntica de nossa nação vem não do poderio de nossas armas nem da magnitude de nossa riqueza, mas do poder duradouro de nossos ideais: democracia, liberdade, oportunidade e firme esperança.
Lá está a verdadeira genialidade dos EUA: que o país pode mudar. Nossa união pode ser aperfeiçoada. O que já conseguimos nos dá esperança sobre o que podemos e temos que conseguir amanhã.
Estas eleições contaram com muitos inícios e muitas histórias que serão contadas durante séculos. Mas uma que tenho em mente esta noite é a de uma mulher que votou em Atlanta.
Ela se parece muito com outros que fizeram fila para fazer com que sua voz seja ouvida nestas eleições, exceto por uma coisa: Ann Nixon Cooper tem 106 anos.
Nasceu apenas uma geração depois da escravidão, em uma era em que não havia automóveis nas estradas nem aviões nos céus, quando alguém como ela não podia votar por dois motivos - por ser mulher e pela cor de sua pele.
Esta noite penso em tudo o que ela viu durante seu século nos EUA - a desolação e a esperança, a luta e o progresso, às vezes em que nos disseram que não podíamos e as pessoas que se esforçaram para continuar em frente com esta crença americana: Podemos.
Em uma época em que as vozes das mulheres foram silenciadas e suas esperanças descartadas, ela sobreviveu para vê-las serem erguidas, expressarem-se e estenderem a mão para votar.
Podemos.
Quando havia desespero e uma depressão ao longo do país, ela viu como uma nação conquistou o próprio medo com uma nova proposta, novos empregos e um novo sentido de propósitos comuns. Podemos.
Quando as bombas caíram sobre nosso porto e a tirania ameaçou ao mundo, ela estava ali para testemunhar como uma geração respondeu com grandeza e a democracia foi salva. Podemos.
Ela estava lá pelos ônibus de Montgomery, pelas mangueiras de irrigação em Birmingham, por uma ponte em Selma e por um pregador de Atlanta que disse a um povo: "Superaremos".
Podemos.
O homem chegou à lua, um muro caiu em Berlim e um mundo se interligou através de nossa ciência e imaginação.
E este ano, nestas eleições, ela tocou uma tela com o dedo e votou, porque após 106 anos nos EUA, durante os melhores e piores tempos, ela sabe como os EUA podem mudar.
Podemos.
EUA avançamos muito. Vimos muito. Mas há muito mais por fazer. Portanto, esta noite vamos nos perguntar se nossos filhos viverão para ver o próximo século, se minhas filhas terão tanta sorte para viver tanto tempo quanto Ann Nixon Cooper, que mudança virá? Que progresso faremos? Esta é nossa oportunidade de responder a esta chamada. Este é o nosso momento. Esta é nossa vez.
Para dar emprego a nosso povo e abrir as portas da oportunidade para nossas crianças, para restaurar a prosperidade e fomentar a causa da paz, para recuperar o sonho americano e reafirmar esta verdade fundamental, que, de muitos, somos um, que enquanto respirarmos, temos esperança.
E quando nos encontrarmos com o ceticismo e as dúvidas, e com aqueles que nos dizem que não podemos, responderemos com esta crença eterna que resume o espírito de um povo:
Podemos.
Obrigado. Que Deus os abençoe. E que Deus abençoe os Estados Unidos da América".

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Passando energia com doçura


Ao som da música de Elton John, sintam a importância da beleza feminina e o papel que as curvas, doçura e olhar de uma mulher faz na face da terra, principalmente em momento de desolação e angústia...




Deixem o sentimento navegar de emoção na imagem de guerra quando Norma Jean (Marily Monroe) fala e canta para os soldados.
Verás como se fosse a imagem de Vênus acarinhando os guerreiros de Marte.

Nada será mais bonito do que o sentimento de carinho.
Bem haja!!

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Soy Rico!

Alejandro Ballesteros Montaño
Título: Soy Rico Y De Nada Tengo Necesidad (de la Serie: 7Vy4A)
Técnica: Acrílico / Madera Medida: 120 x 120 cm Año: 2004


Convido-vos para ler e refletir uma história que criei há 1 ano atrás...

http://opequenomilagre.blogspot.com/2007/08/um-homem-muito-rico-de-dinheiro.html


A vida segue o seu curso...
Mas nós é que ditamos as normas de como ela seguirá.
Bem haja!

(Se tiverem o impulso de comentar, pode ser aqui ou lá no post de Agosto.2007)

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Magia para Viver bem

Criemos nossa própria filosofia.

- Nós temos grande coração. E neste coração há um cem número de professores que nós mesmos criamos. E ouvimos.

Dê atenção apenas às coisas que sejam realmente boas. Mas não se aliene à seitas nem ideologias de grupos.

- Todos nós somos sábios e mágicos. Sabemos discernir o bem do mal e podemos seguir caminho ajudando pessoas.

Leiam bons livros, mas leiam de tudo. Sejam conhecedores de todas as ideias, de todas as culturas, todas as religiões. Conheçam pessoas. Encontrem gente com problemas, aprendam com eles as experiências de suas vidas e ensinem o que já aprenderam.

- A única coisa que Deus (entendam como uma força suprema superior à nós. O nome é facultativo) espera de ti, é que aprenda a amar e dar-se. Pois todo o objecto que terão necessidade para viver, chegará em suas mãos como passe de mágica: Seu alimento, suas roupas, sua cama, seu teto...

Com os nossos Blogs, vamos conseguindo deixar desprender as coisas que estão estocadas nas nossas mentes e íntimos. Virão em forma de poesia, crónicas, relatos, pesquisas ou músicas... Mas virá de cada um de nós. Virá daquilo que fomos, do que somos e no que nos transformamos:

Um diamante divino! Bem haja!

Joice Worm

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Foi Deus.

ESTA MÚSICA É IRRESISTÍVEL !!
E cantada em português por uma fadista, é simplesmente maravilhosa!
(Desculpem-me a nostalgia... Mas queiria descontrair me deleitando a ouvir música. Muac!)

http://www.youtube.com/watch?v=N3UiWk_pZD8&feature=related

Foi Deus
(Música de Nelson Gonçalves - Cantada por Carla Teles)


Não sei
Não sabe ninguém
Porque canto fado
Neste tom magoado
De dor e de pranto

E neste tormento
Todo sofrimento
Eu sinto que a alma
Cá dentro se acalma
Nos versos que canto

Foi Deus
Que deu luz aos olhos
Perfumou as rosas
Deu ouro ao sol
E prata ao luar

Foi Deus que me pôs no peito
Um rosário de penas
Que vou desfiando
E choro a cantar

Pôs as estrelas no céu
Fez o espaço sem fim
Deu luto às andorinhas
Ai deu-me esta voz a mim

Se canto
Não sei o que canto
Misto de ventura
Saudade, ternura
E talvez amor

Mas sei que cantando
Sinto mesmo quando
Se tem um desgosto
O pranto no rosto
Nos deixa melhor

Foi Deus
Que deu voz ao vento
Luz ao firmamento
E deu o azul às ondas do mar

Foi Deus que me pôs no peito
Um rosário de penas
Que vou desfiando
E choro a cantar

Fez poeta o rouxinol
Pôs no campo o alecrim
Deu flores à primavera
Ai deu-me esta voz a mim.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Abre Aspas

Com 1 dia de atraso da Blogagem coletiva em homenagem à poesia e poetas,
realizado por ACQUA de Lunna,
meus suspiros vão para VINÍCIUS DE MORAES


Eu não existo sem você

Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos
Me encaminham pra você
Assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer
Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
Eu não existo sem você


O poeta dispensa comentários por ser um dos expoentes máximos da poesia contemporânea, mas posso aqui deixar mais palavras dele...

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido...
Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre...
Hoje não tenho mais tanta certeza disso.

Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados...

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens.
Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo...

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!!
Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!
A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente...

Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos...
Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante.
Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo...

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo
: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

sábado, 25 de outubro de 2008

Eu e você

...Eu e você, quem de nós dois pode concluir que papel fazemos melhor na vida...

Sou melhor no papel de filho, ou de pai?
Sou melhor no papel de filha, ou de mãe?

... de neto, neta? ou avô, avó?
... de irmão, irmã? cunhado, cunhada?
... de tio, tia? primo, prima?

...marido, mulher? amante?
...empregado ou patrão?

Sou melhor como eu para mim mesma?
ou como amigo de meu amigo?

Tantas vezes temos que nos repartir, que é melhor não ser bom apenas em uma escolha. Mas sim, o percentual suficiente "ótimo" em cada situação.

Assim somado, completas de ti o 100% esperado.

Joice Worm

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

A PONTE


Imagine a vida como um caminho onde por vezes cruzamos uma ponte.
Vamos nascendo, nos colocando na fila e caminhamos...Um ao lado do outro. Cada um depende de si mesmo. Cada um se segura da melhor forma possível.
Nunca nos abatemos todos ao mesmo tempo porque há sempre alguém ao lado a dizer: "Falta pouco!".
Ou até mesmo que decide carregar você em seus braços.
Caminhamos por um pedaço de vida bom ou mau, e a seguir há outro bom ou mau também.
Será sempre assim para todos.
Haverá momentos que nem ponte verás, só uma corda que lhe indica que de alguma maneira ainda pode conseguir chegar ao final.
Aí, quem não for positivo, quem tiver medo, quer não tiver força de vontade, quem não tiver confiança, cairá.
Mas há um segredo para caminhares... Não deves olhar para trás. Cada passo dado será sempre o mais importante de sua vida.
O interessante será a história que terás para contar aos que ainda não cruzaram a ponte. (P.S.: Não esqueças de conversar, partilhar, admirar a paisagem e respirar fundo enquanto cruza o seu caminho)

Joice Worm

terça-feira, 21 de outubro de 2008

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

LER-SE POR DENTRO


Recebi um desafio de Fernanda - Blog Mãe e muito mais, No qual deveria a partir do meu próprio nome, fazer um Acróstico. E como achei a idéia genial, convido...58....pessoas para fazer o mesmo.
Então a idéia é cada um comentar aqui o seu ACRÓSTICO.
Digamos que será um exercício literário quase a nos ler por dentro.
Agradeçamos à Fernanda e ao autor da idéia inicial. Apesar do pedido ser para passar à 5 pessoas... Não resisti. Adovo-vos demais!

Nomeio:

DAURI..........LU CAVICHIOLLI..........FERNANDO ROZANO
ILAINE.........VILMA..........ZÉLIA..........ALICE..........CAIO
CARLOS CIBRÃO..........JOSÉ TORRES..........TIAGO SUAREZ
ROSE..........O PROFETA...........TOSSAN..........JOÃO VIDEIRA
CARO e HELENA (Espanha)..........ÍNDIA (USA)....MADALENA BARRANCO
CARLITOS..........DENISE..........MARCOS..........MONIQUE
C3-PO (Esta vai ser difícil)..........ANTONIO SARAMAGO........MARTA
SOL DE MADRUGADA..........SOL DA MEIA NOITE.....NEO-ORKUTEIRO
ALINE ROMERO..........FILIPA EPIFÂNIO..........CASA DO ZÉ CARLOS
ISA..........JACINTA..........SÓ EU..........DANIEL..........GUI..........V. CARLOS
GILBAMAR..........VOVÓ NEUZA..........ABNARA LEON..........ACQUA MARGARIDA..........TÂMARA..........CLAUDIA..........VERÔNICA
LOLA..........LUÍS EUSTÁQUIO..........PAULA..........VIEIRA CALADO
RAMÓN...........RAISSA..........ANTONIO VIRGÍLIO...........PAULO.....LAÍS
CLÁUDIA (FILHA)............CADINHO ROCO............ANA PAULA
QUASE TRINTA...............SUSI^A^..............ANA MARIA
PELOS CAMINHOS DA VIDA.

MEU ACRÓSTICO ........... J O I C E

Já contavam as andorinhas que iria passar pela Terra uma menina

Ou seria uma fadinha, daquelas das lendas e dos reinos encantados?

Irlanda seria um bom lugar para seu nascimento, mas foi nascer no Brasil

Cresceu, alimentada com amor por dentro e por fora. Aprendeu a dar-se

E voou para outras Terras, para cumprir a missão que lhe foi destina.


JOICE amarás a todos como a ti mesmo!”

Agora:
TOCA A TRABALHAR! Bom fim de semanaaaaaaaaaaa!!

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Anjo. Precisa-se.

Hoje coloquei um cartaz na minha porta:

ANJO. PRECISA-SE.

As inscrições já começaram.
Não precisa bater na porta. Estará aberta quando chegar.
Não irá precisar de instruções. Assim que chegar, saberá o que fazer.
Não precisa organizar tudo de uma só vez.
Apenas resolva o que estiver mais próximo a ti.
Não precisa falar comigo. Só quando necessitar também da minha ajuda.
Me oriente que eu lhe ajudarei.

Mas tenha consciência de que a maioria das coisas que tenho para resolver,
já foram vistas e revistas por mim. Agora peço ajuda para compreender melhor.

Entre em minha casa sem cerimônia e use o telefone, o fax, o telemóvel, a internet e todos os meios telepáticos de comunicação.
Vais ver que há muita coisa para resolver e que afinal, não dependia só de mim.

Preciso de um Anjo que eu possa chamar de Anjo.

Preciso de um Anjo que me ajude neste momento a conseguir subir um único degrau... Será como um impulso para o resto da minha vida.

O resto deixe comigo!

Bem Haja!

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Quem contesta?

Por amor, me dissolvo, me desintegro, me fundo...

Como você pode não acreditar no amor?
Se ele vem de dentro, só temos que acreditar que somos capazes de dar.
Por isso, e se você garante que pode amar...
É porque jamais esta palavra tão questionada,
tão ansiada, tão querida pode morrer.

É tão simples quanto dar, sem receber.
Ora, se eu digo que posso dar amor,
e você também diz o mesmo...

Então é porque cada um de nós,
DÁ e RECEBE.
Estou certa?

(Me inspirei no no post do Gui http://guisillva.blogspot.com/2008/10/que-amor_13.html)

sábado, 11 de outubro de 2008

Mistério...

Esta noite tive um sonho.
Sonhei que estava a espera de algo que cozinhava
Li o significado e no livro dizia:
"Enfermidade que os médicos não saberão explicar".

Outro dia, fui auscultada por uma amiga enfermeira
Que tirou minha tensão mas, não encontrava minha pulsação.

Hoje, pela segunda vez, me aconteceu esta coisa raríssima.
O médico da família, de uma senhora que cuido,
tirou-lhe a tensão e eu aproveitei para pedir que tirasse a minha.

Uma vez mais...não tinha pulso.

Será que não existo?
Será que sou também um sonho?

Mistério...

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Obrigada

A quem agradeço? Ao Anjo que ajuda a mim e a ti...
Mas escrevendo por mim...
Obrigada por poder abrir a geladeira e a despensa e encontrar comida...
........... por abrir a porta e encontrar um carro ou um ônibus para me deslocar.
........... por ter o dinheiro suficiente para pôr gasolina ou pagar a passagem.
........... por ter um trabalho ou coisas interessantes para fazer,
........... por ter uma família que precisa de mim,
........... por ter um computador ligado à internet,
........... por ter amigos muito legais quer seja real ou virtual,
........... por meus colegas terem paciência comigo e eu com eles,
........... por não ter fome, mas sim apetite...
........... por isso,
E mais algumas coisas como...

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Utilização da Tristeza

Assim como a tristeza pode levar um indivíduo ao suícidio,
a mesma tristeza pode levar o mesmo individuo a actos de coragem.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Sonhar

Sonhar é tentar materializar um desejo.

(Joice Worm)

Não à frustação!

Nos sentimos vivos, quando conquistamos o direito de dizer o que queremos,
ser a pessoa que queremos e fazer o que desejamos fazer.

Nos sentimos frustados, quando suspiramos por um objectivo que não cumprimos e um sonho que não realizamos.

Nos sentimos felizes quando em cima de cada frustação, aprendemos a viver!

......... @ ............

Quando puderem, leiam a crônica de Gilbamar com uma passagem singela de sua vida, mas que nos faz pensar como um acto que parece tão lógico, pode sensibilizar-nos a ponto de chorar... Bem haja!

http://gilbamar-poesiasecronicas.blogspot.com/2008/09/o-ninho-da-rolinha.html

sábado, 4 de outubro de 2008

Clic... Clac!

A vida é como uma luz intermitente...

Oras tens,
Oras não tens...
Oras consegues
Oras não consegues...
Oras ganhas,
Oras perdes...
Oras isso,
Oras aquilo...

(Joice)

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Ilusão

Diz-se que a ilusão é uma confusão dos sentidos que provoca uma distorção na nossa percepção.

Todos os sentidos, visão, tacto, gosto, audição e olfato, podem ser confundidos por ilusões. Desta forma, quando a nossa percepção se baseia na interpretação de um destes sentidos, experimentamos ilusões de formas diferentes.

Em Espanha, "una ilusión" tem o significado de "Esperanza que carece de fundamento en la realidad", ou seja, criamos esperanças e expectativas para uma coisa acontecer e depois o resultado será bom ou mal.

Ultimamente tenho tido muitas "ilusiones" à espanhola. Talvez esteja a esperar muito de muita coisa ao mesmo tempo. Entretanto, tenho notado que meu sorriso e serenidade perdura. Já não sofro com as desilusões. Nem entristeço por mais de cinco minutos.

Ou amadureci, ou endureci...

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Voar

Vou deixar o vento me levar.
E se não houver horizonte,
seguirei sem olhar para trás.
Sairei de órbita...
Mas não vou só!
Vou com o vento, a voar...voar...

Joice

A vida é bela.... http://es.youtube.com/watch?v=cqgKKoJaPwM&NR=1

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Ser poeta

Uma homenagem aos poetas da blogosfera... Nada melhor do que esta poesia de Florbela Espanca que com a música de João Gil, ficou conhecida na voz de Luiz Represas. (artistas portugueses).
http://www.youtube.com/watch?v=EnJK9uHXots&feature=related

(Ser poeta) Perdidamente

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Áquem e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhas de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!
E é amar-te, assim, perdidamente...

É seres alma, e sangue, e vida em mim
E dize-lo cantando a toda a gente!

Acordo Ortográfico

Anónimo (AO)
adjetivo

1. que não se quer dar a conhecer
2. sem nome; não assinado

nome masculino
1. aquele que não assina o que escreve
2. indivíduo desconhecido ou que não quer dar a conhecer-se;

ECONOMIA sociedade anó(ô)nima sociedade por ações, que não tem a designação de nenhum dos seus associados (Do gr. anónymos, «sem nome»)

ACORDO ORTOGRÁFICO grafia dupla: anônimo

O acordo já foi assinado. Agora para não nos chocarmos tanto com as palavras que estamos habituados, o dicionário autorizado on line que podemos conferir é: http://www.infopedia.pt/pesquisa?qsFiltro=29

Escreva a palavra que tem dúvidas e...
bom, há que se reaprender. Assim escreveremos sem grandes confusões ou choques.

domingo, 28 de setembro de 2008

Nada é por acaso...

Hoje foi um dia muito interessante.

Estou participando de uma Escola de Literatura ou Oficina de Escritores.

E como numa das actividades, os alunos são propostos a fazer uma pequena crónica baseada em um conto do escritor António Gomez (español). Como não tinha o livro para ler em casa, nem encontrei na internet, telefonei a uma amiga, que é leitora fanática e achei que com certeza ela podería tê-lo em casa.

E pasmem, ela não só tinha o livro, como também tinha o escritor... Haha... Maravilhosa coincidência. O autor é seu parente!!

Ao Anónimo

Anónimo deixou um novo comentário no meu post "Mensagem à Christopher Johnson McCandless":

(Apesar de me aconselharem a ignorar, não pretendo deixar um pessoa que fala comigo, falando sozinho... o homem até tem a sua graça... Vamos ver como ele se comporta daqui para frente. Para mim, é uma alegria a sua exposição...)

E lá vem ele...

"O comentário do texto, em se, é apenas um mero comentário entre tantos outros, o que é de profunda relevância é a mensagem de um homem, idealista e extremista, quanto á uma sociedade hipócrita medíocre e elitista, onde os valores de família não transcendem a própria hipocrisia de valores matérias sócias político e religiosos de um todo.
Onde Christopher Johnson McCandless “Alexander Super Tramp” assim denominado por ele mesmo. Onde idealizou á liberdade se desligando totalmente do que ele mais abominava; uma burguesia hipócrita falsa e sem valores morais.
Onde pessoas sem escrúpulos de uma sociedade pôdre tentam hoje se beneficiar, tentando se promover utilizando o seu nome, e fazendo comentários inúteis, talvez até pelo um simples erro de digitação, como por exemplo: “intoleráveis”, intolerável é esse tipo de comportamento hipócrita de se promover querendo causar impacto perante á sociedade, a qual você faz parte. Coloque uma mochila nas costas e vá viajar, e viva á mensagem dele; e não tentar passar uma imagem de mãe solidária, onde por traz disso á outros interesses.
Há matas cerradas um prazer; há nas encostas solitárias um arrebatamento, há sociedade, onde ninguém pode intrometer, pelo mar profundo e música em seu lamento: ”eu amo mesmo o homem, mais à natureza mais...”.
Alexander super tramp
O amor por sua família era incondicional, Deus o tenha em um bom lugar. "

-------------

Meu querido Anónimo. Eu continuo a achar que se alguém aqui tem algum problema, este infelizmente, espero dizer com palavras cândidas... é você.
Tens problemas maternos. Sentes falta de amor e carinho e por esta revolta, escolheste a mim como "mãe solidária" que você mesmo me acha e admira.

Sim, posso ajudá-lo se tanto necessitas. Farei de coração. Gosto de trabalhar com assuntos difíceis, mas o seu não é dos casos mais extremos. O que sentes, é apenas um desconforto por não ter coragem para fazer o mesmo que o Chris...

Mas podemos ir os dois juntos morrer para o Alaska, descobrindo as maravilhas deste mundo afora. Só há uma diferença. Reconhecendo os meus limites. Eu voltarei quando sentir que já não tenho condições. Deixo-te com os meus mantimentos e ensinamentos... Não precisarás de mais nada. És o mestre dos mestres e com certeza voltarei ilumindada com tão valiosa companhia.

Bem haja! Devia existir milhares de homens como você para tornar esta vida mais excitante. Adoro quando você aparece, sempre lendo o 'mesmo' post. Vejo seu quarto, cheio de fotografia do Chris com um altar e um livrinho em cima da mesa. Junto-me às suas orações de joelhos à alma de Chris. Peço desculpas por ser mãe, e por ter um sentimento particular e também por não conseguir fazer-me compreender...

Se estivessemos no tempo da Cruxificação, eu por ti, teria lá minha cruz e você já tinha atirado a primeira pedra. O que me alenta, é que o meu lugar é o da cruz... O teu... não sei. Não vejo de onde vem a pedra...És um Anónimo....

sábado, 27 de setembro de 2008

Frase do dia!

Quem merece as suas lágrimas,
Nunca lhe fará chorar!...

(Autor desconhecido)

Gargalhar! Levantar e sorrir!...

Nada como dar umas boas gargalhadas!

Rir é a minha terapia de beleza. Consigo evitar as tais doenças psíquicas, como a depressão, falta de auto-estima, medos, fobias, paranóias e stress. Sou otimista por natureza.

Apesar de ter tido minhas decepções quando era criança, consegui pensar como "Poliana", a menina do faz-de-conta. E tudo aquilo que eu não não podia ter, fazia de conta que tinha de outra forma. Quando deprimia-me, tentava não pensar muito no assunto, não especular, nem imaginar o mal que alguém me tinha feito, ou melhor, não desenvolvia o sentimento de tristeza para que não me afundasse ainda mais nela.

Quando entrei na adolescência, passei por todos os infortúnios comuns da idade. Amigos considerados, que afinal provaram que não mereciam a minha amizade; amores não correspondidos; dificuldades em superar uma matéria escolar; problemas familiares; ingresso na vida profissional, acompanhada por medos, enganos e exploração salarial; etc. Fui aprendendo a olhar por fora, calcular o assunto com alguma frieza e sorrir para a "anedota da vida"...

Pensava eu... «Isso só pode ser uma brincadeira de Deus... Não deve estar a se passar comigo. Deve ser um pesadelo. Amanhã, quando acordar vou ver que afinal tudo já passou...». Ia assim brincando e tentando "avacalhar" a chatice do momento.

Consigo superar meus problemas assim desta maneira. E quando vejo que não conseguirei sozinha, compartilho com um amigo (a). Converso, relaxo e no final termino por rir de mim mesma.

Por vezes dou uma boas gargalhadas. Procuro ver filmes hilariantes e me deixo descontrair. Produzo minhas endorfinas que me dá uma sensação de prazer e felicidade. Nesta altura procuro pessoas que estão com depressão para ajudá-las a se auto-definir superando a tristeza. Mas quando estou em baixo (por ser humanamente natural, quando não há um motivo plausível), não me aproximo delas. Não valeria a pena para nenhuma das partes.

... Me sinto cada dia mais bonita. Até barriga já perdi com as abdominais do riso. Já reparou que rir, até sem som, mexe o abdomên?. Não tenho rugas nenhumas em plena idade dos quarenta e sete. Minha pele é oleosa, o que me ajuda a conservá-la. Mas toda a cara insiste em rir... até o meu jeito de olhar, se nota que estou rindo. Adoro meu estado de espírito.

Há dias que me sinto lindamente acompanhada por espíritos amigos. Faço uma pergunta em voz alta, e se obtenho logo a resposta, mesmo que seja enquanto procuro um objeto em casa... se encontro de imediato, solto um beijo para o lado e digo... «Muac! Obrigada, meu querido (a)!». Continuo na brincadeira, e vou me divertindo sozinha.

Não custa nada rir. Trabalho 14 músculos da minha face, se rir. E 365 quando me deprimo. É muito músculo a endurecer e envelhecer... Não vale a pena o esforço!!

Por isso, LEVANTA E SORRIAAAAAAAAAA!!!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Pense...

Nada é por acaso!...
Nada!
Absolutamente "nada",
acontece por acaso!...

O "acaso" é o conjunto de factos sem causa aparente que determinam um acontecimento e ao mesmo tempo é um acontecimento cujas causas se ignoram.
Se nada é por acaso, não podemos ignorar nem um segundo da nossa vida.
Preste bem atenção!...

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Eu caçador de mim...

Enquanto Milton Nascimento canta...

Por tanto amor, por tanta emoção, a vida me fez assim.
Doce ou atroz, manso ou feroz... Eu caçador de mim!
Preso a canções, entregue a paixões, que nunca tiveram fim, vou me encontrar longe do meu lugar... Eu, caçador de mim!
Nada a temer senão o correr da luta. Nada a fazer senão esquecer o medo...
Abrir o peito à força, numa procura. Fugir às armadilhas da mata escura...
Longe se vai, sonhando demais. Mas onde se chega assim...
Vou descobrir, o que me faz sentir... Eu, caçador de mim!

Respondo com sua outra canção...

Amigo é coisa para se guardar, debaixo de sete chaves...

E para ser caçador de si, melhor com um amigo ao lado. Um amigo que lhe dê a mão para andar, um braço para lhe sustentar, um ombro para chorar ou dormir, um ouvido para lhe ouvir, uma boca para partilhar segredos contigo ...

Cative o seu amigo. É o seu tesouro!..

Bem haja!

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Nossa raridade...

Não há como saber se esta vida é sonho ou realidade...
Quando estamos dormindo, sonhamos com ambientes e pessoas desconhecidas.
Quando despertamos, lembramos de situações anteriores que por vezes temos dúvidas de ter mesmo vivido.

Não há como saber se esta vida é sonho ou realidade...
Acordados, passamos por momentos que não queríamos passar.
Dormindo, vivemos histórias em lugares paradisíacos com pessoas que amamos.

Não há como saber se esta vida é sonho ou realidade...
Se é bela aqui, é bela lá...
Se é má aqui, será má, lá...

O que determina a nossa pessoa e o lugar que vivemos?
Nós determinamos.
Nós e toda a raridade daquilo que somos...

Joice Worm

domingo, 21 de setembro de 2008

Questão de opção...

O tempo pode passar, pode querer modificar nossa aparência,
mas sei que um sorriso e uma amizade
só podem desvanecer-se se for esta, a nossa opção!
(Joice Worm)

The sound of music /Brasil (A noviça rebelde)/Portugal (Música no Coração)
40 anos depois...




sábado, 20 de setembro de 2008

Já volto!

Depois da festa, estou demorando de escrever?
...Mas segunda-feira tenho coisas para contar.
Vou viajar.
Vou ali e já venho...

LEVANTA E SORRIIIIIIIIIA!!!...

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

47 ANOS !!!!!

REPITO AQUI O MESMO POST DO ANO PASSADO... RELENDO, VI QUE NADA MUDOU.
NEM OS CABELOS BRANCOS QUE SE SOMAM, CONSEGUIRAM TIRAR DE MIM A ALEGRIA...
NEM OS PROBLEMAS QUE PARECEM POR VEZES MONSTRUOSOS, TIRARAM DE MIM A ALEGRIA.
SOU JOICE WORM!
A FILHA QUE DEUS MANDOU COM UM OBJECTIVO TÃO PRÁTICO COMO... AMAR!!

17 de Setembro... Hoje completo 47 anos de nascida. Carne e osso... pois de alma tenho mais uns milhares... E sempre com boa aparência!

Já devo ter sido preta, branca, amarela ou rosa... agora sou marron (risos). Já devo ter sido homem, mulher, ou transexual... Já devo ter sido rica e pobre... Feia ou bonita... Burra ou inteligente... Boa, má ou péssima...Não sei... Não tenho certeza, mas sinto dentro da minha alma a força latente de nesta vida querer ser o melhor possível dentro da Ética.

Quero conseguir gostar de tudo como na realidade existe e além de gostar, ultrapassar meus limites de afeto e doar-me toda e completamente para quem precise (no bom sentido... não desvie o assunto!).

Quero completar todos os anos de duração da minha missão e vencer na meta final, chegando sem falhas... Deus me ajude!!.

47 anos de experiência, infantil (tanto quanto foi... e ainda me resta alguma inocência...), adolescência, que adorei!!! E me recordo de tudo..., Maturidade, que ainda está sendo e gozo cada bocadinho... e finalmente a caminho da velhice.... Mas, esta...Está longe meu amigo! Velhos são os trapos. E eu não vou envelhecer nunca!! Só por fora... Claro!! Pensa o que? Que devia fazer uma plástica? Nann... Minha plástica faço todos o dias...

Sorrindo... Sorrindo... Sorrindo... Sorrindo...
Por este motivo, me adoro!

terça-feira, 16 de setembro de 2008

O que me faz a lua

Quando o sol deixa de me aquecer e iluminar,
A lua, levanta lentamente para me inspirar.

Quando meu coração parece chorar.
Meus olhos brilham, contando segredos.

Escapa a angústia
Sai de mim, água salgada e cristalina...
Me adocica a alma,

Me acalma.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Mãe preocupada...

Tenho um filho chamado EUROS
Mas o danado nunca está em casa.

Por acaso ele está aí?
Se estiver, diga-lhe que preciso muito dele, aqui.
Mas, que não lhe deixe sem a entrega que foi fazer.

Ô menino levado... Está sempre fugindo!!

Tenho saudades quando ele andava perto de mim,
Dentro da minha bolsinha de moedinhas,
Dentro da minha carteira de couro,
Dentro de uma calça jeans, todo enroladinho,
Dentro de um livro, fazendo de marcador...

Até tenho saudades de entregar uma parte dele no supermercado.
Ou em alguma loja de electrodoméscticos. Há coisas que fazem falta.

Volta meu filho, volta. A mamãe tem saudades de ti.
Volta EUROS. Nem imagina a falta que me fazes...
Filho amado, querido da minha vida... tu,tu,tu,tu...
Onde estás...

sábado, 13 de setembro de 2008

O bom porto.

By nagual78

Cheguei a bom porto.
Saímos todos em silêncio.
Não estávamos vestidos. Era como se não houvesse necessidade.
Não havia vergonha, porque não havia motivo para se envergonhar.
Não falamos, pois não havia motivo para falar.
Não nos miramos, porque o único que queríamos ver, estava a nossa frente.

Silenciosamente, pedimos...
Cada um formulou um desejo.
A luz aumentou de intensidade.
Retornamos...

Não sei onde fui, nem para onde vim outra vez.
Mas por certo que cheguei.
Mais iluminada, talvez.

Joice Worm

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Dolce vita!

Piuuuuuuuu... Chegou o barco da alegria... Não entendo porque está vazio...
Vou entrar assim mesmo...
Oláaaaaaaa.... Tem alguém aí?

SURPRESAAAAAAAAAAAAA!!!

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Depressão a espera do barco da alegria...

O que venha a ser a depressão? E o que é um momento de depressão?
A depressão está ligada à ansiedade?

Estas perguntas só lembramos de fazer por dois motivos: Ou estamos passando por isto, ou conhecemos alguém que neste momento está sofrendo de tal maneira que não consegue se ajudar sozinho, daí o motivo de o ter procurado.

A depressão é portanto o ponto mais baixo da tristeza interior. Quando chega, e no primeiro momento, não adiantará muito ter amigos, familiares ou mesmo psicológicos, para tentar ajudar em palavras, este período de afundamento espiritual.

Esta sensação é tão única e tão irresponsávelmente nossa, que não pensamos sequer pedir ajuda a ninguém. Ficamos ali, mergulhados em coisa nenhuma, pensando absolutamente nada, para ver se o tempo passa e nos "esquece"!

No fundo a intenção não é morrer. Mas sim, parar! Parar de pensar, parar de fazer o que fazia, deixar de se relacionar... Simplesmente ficar ali, parado a contar os botões, a fazer caracóis com os próprios cabelos, mexer um dedo do pé e passar horas a olhar o movimento... Enquanto se deixa ir....

Parece à partida, uma coisa simples e inofensiva, mas não é!. O perigo de se deixar levar pela depressão é o de não conseguir retornar ao que era antes. Tornar-se uma pessoa amarga e infeliz.

Tristeza mata. E não perdoa o passado. Lembra de tudo aquilo que não vale a pena. Maltrata com projectos que nunca foram realizados, lembra de amores não conquistados e os que foram perdidos. A tristeza se encarrega assim de começar a matá-lo!

O luxo de se sentir em depressão deve ter um limite máximo de 24 horas. Se possível. 48 se não houver jeito... Mas depois você tem que assumir todas as posições de retorno. Será como esperar um barco atrasado. E quando ele chega, não se pode perder a viagem.

E a seguir, saíra de uma vez para uma NOVA AVENTURA!

... Já estou esperando meu barco há 28 horas... Já deve estar quase a chegar!
Minha ansiedade cresce, minha esperança descança, mas não vou perder a próxima viagem!!

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Mudando de assunto...

Vamos lá mudar de assunto... Agencia de Viagem e regras de bilhetes:

Hoje soube de uma coisa que é bom que vocês saibam. Se um dia viajarem de avião dentro de Espanha ou dali para fora, prestem bem atenção se o seu nome está bem escrito. Aqui geralmente utilizam o nome e o segundo sobrenome (apelido) e não o último como por exemplo eu escrevo... Joice Worm.

Um cliente, por ter dado o último sobrenome sem querer, agora não vai conseguir viajar se não mudar para a forma correcta. Só viu o erro depois do bilhete emitido. E para corrigir, vai pagar por multa, 215 euros. E se desistir de viajar a multa será bem maior... E se não pagar, alguém, por exemplo, a Agencia, tem que assumir o erro pelo cliente...

Madre mia...

Amanhã teremos o desfecho.

domingo, 7 de setembro de 2008

Libertação

(ou o Despertar da Alma)

Quando superamos o que nos oprime vencendo o medo, nos sentimos livres!
E os motivos de servidão, que nos faz obedecer ordens em troca de baixos subsísdios para viver, se tranformam em força para a mudança.

(Joice Worm)

sábado, 6 de setembro de 2008

Sobre poder e ideal? Ou talvez não...

Quando o mundo foi criado, sabia que só os animais faziam perseguições às suas presas, mas por uma questão de subsistência.
Até hoje, depois de estudar sobre a história da humanidade, não compreendo para que o homem tem necessidade de adquirir poder e terras, anulando os seus semelhantes. E me custa ainda mais, quando ouço falarem que é em nome de Deus...
Se Deus, manda matar, como pode qualquer religião achar que Ele é bom?
Por estes sentimentos é que não há religião que me faça mudar a angustia que me dá tantas diferenças de oportunidades e tanta atrocidade.
Todos somos diferentes e todos iguais. Quantos "Hitlers" todavia ainda vão existir a fazer limpeza de etnias e ideologias... Quantas religiões mais existirão para convencerem a pequenos grupos que eles é que estão certos?...

Que cansativo!
Não seria mais fácil apenas obedecer o "Amarmo-nos uns aos outros"?

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

À todos os nomes...

Sinta...
Sinta a música, dance comigo...
Deixe que penetre na sua alma e sinta a força desta canção.
Dance, dance, dance...
Mas dance devagar.
Não tenha pressa.
A música de qualquer forma continuará dentro do seu coração,
mesmo na minha ausência.

Este é o milagre que eu farei em ti.
Quando estiver triste,
feche os olhos, ouça a música
E dance...

(de Joice, para todos os nomes...)

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Nostalgia...

… E por falar em viver em outro país, também já fui embora de Portugal. A crise o comeu, quase todo. O povo anda inquieto e as oportunidades se escassiaram, andamos um passo à fronteira. Espanha também está em crise, mas a política é outra, os cuidados com a saúde e a educação se diferencia… Tenho pena que depois de 20 anos, Portugal esteja tão aquém. Um dia volto ao Brasil, já velha. Este também não vai bem, mas tenho o amor da família, praia e alegria…

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Mensagem de uma amiga

E por falar em amar o mesmo gênero, há amores que não tem nada a ver com sexo. Há amores que nasce da mais pura e singela vontade de gostar de acompanhar, ajudar, confidenciar, participar... como diz um padre no matrimônio, na alegria e na tristeza, na sáude e na doença...

Ser amigo, é amar como a ti mesmo.

Recebi este carinho de Márica Carvalho, que conheci pela internet há dois anos ou sei lá... Não fiz contas. Nunca a vi, mas já falamos ao telefone, e esta amizade cresce dia após dia... É uma delícia. O mesmo se passou com Lu, Denise, Marcos, Fernando, Carlos, Carlitos, Carolina, Antônio, Tâmara, V. Carlos, Tiago y Neuza. Não preciso escrever os sobrenomes, cada um sabe quem é... Adoro-vos!

------
Joice!

Toda amizade é uma história particular de conquista. Primeiro, descobre-se o outro. Todo mundo parece igual, mas não é. E é justamente essa coisinha diferente em cada um que torna cada pessoa única. E de repente ali está a sementinha da amizade fecundada. A gestação começa. A sensibilidade do outro nos toca. Não sabemos direito o porque de nos sentirmos próximos de alguém assim tão longe, tão diferente e tão igual. Mas amizade, como o amor, não se questiona. Vive-se. Bendita seja essa gestação amiga. Sem prazo, sem tempo, sem hora marcada. Bendita seja essa amizade, prova de queDeus se faz conhecer através das pessoas que alcançam nosso coração. Que benção que te encontrei...Bjs amiga querida,


Márcia Carvalho

Obrigada Márcia, estou para lá de emocionada...
Nem sempre a internet é prejudicial. Depende de quem acolhe e usufrui deste meio informático tão maravilhoso, principalmente para os puros de coração.
Bem Haja!

Joice

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Amar o mesmo gênero

Falar deste tipo de tabu, por vezes não é fácil. Depende do entendimento e aceitação de cada um. Quanto mais distante estejas da realidade, mais custará a aceitá-la. Os tempos mudam. E com ele, mudam-se os valores. Não tem a ver com idade. Tem a ver com sentimentos.

Mesmo que a moral tente por todos os lados controlar as atitudes, o ser humano tem lívre arbítrio e sabe a partida o que quer. Seu objectivo é claro e seus sentimentos fiéis ao seu coração. Daí, segue sem se incomodar com o que pensam os outros.

Se não consegue amar quem gostaria, entra em frustação, reprimi-se e deprecia-se. Jamás conseguirá viver em paz...

domingo, 31 de agosto de 2008

Sobre a Estética

Hoje recebi uma mensagem muito interessante de Denise BC (Alecrim Dourado) , através do meu mail particular, da ideia do cantor e compositor "Herbert Viana" sobre a estética exagerada e a juventude artificial que se cresce com os parâmetros da superficialidade da aparência, etc.

Ainda não havia comentado sobre a loucura da estética porque em tempos de crise, eu até já pensei em fazer um curso para explorar esta área.

Pagam tanto e tão bem, que sinceramente, estou na berlinda...

Não fiz curso nenhum para o efeito, mas confesso que se pudesse faria!. Apesar de, sinceramente, não pensar em fazer nenhum remendo em mim...

Acho que estou bem, e vou envelhecendo saudavelmente. Vou deixar tudo como está. Me adoro!... Com ou sem barriguinha...Quando esta começa a saltar da cintura da calça, passo dois dias a comer uma torradinha, frango, iogurte, fruta e verdura... Depois vou colocando outras coisa que meu organismo necessita... massa, arroz, peixe, um bocadinho de carne, chocolate (para activar a memória), queijo... mas tudo em quantidades à francesa e segundo receita do Leonardo Da Vinci (con um toque de arte). Não gosto de me abster da comida nem da bebida.

Gosto, como!... Quero, bebo!... Em doses moderadas nada é prejudicial. O bom é aproveitar a vida sem castrações. Muito menos, mutilações...

Bom apetite!!... E antes que eu me esqueça... A beleza vem de dentro. Não adianta ser bonito/a-estúpido/a. A não ser que seja para comercializar a sua imagem. Retiro as minhas palavras.

(Joice Worm)

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Descanso

Como diz um amigo... Com este meu sorriso baiano...
BOM FIM DE SEMANA!!


Nada

Eu quero!... dizemos quando somos crianças.
Eu desejo!... dizemos quando somos adolescentes.
Eu exijo!...dizemos quando somos adultos.
Eu espero!... dizemos quando somos velhos.

" !"... dizemos quando morremos.

(Joice Worm)

Caminho Suave

Há um ensinamento confucionista - do século X – como base para o início do conhecimento da importância de viver que eu adoro repetir em minha mente para ajudar ao brilho da minha filosofia.

"O povo antigo, que aspirava à clara harmonia moral do mundo,
punha primeiro em ordem a sua vida nacional;
Os que desejavam ordenar sua vida nacional
regulavam primeiro sua vida familiar;
Os que desejavam regular sua vida familiar
cultivavam suas vidas pessoais;
Os que desejavam cultivar suas vidas pessoas
arranjavam primeiro seus corações;
Os que desejavam concertar seus corações
tornavam primeiro sincera a sua vontade;
Os que desejavam tornar sincera a sua vontade
chegavam primeiro à compreensão;

A compreensão provém da exploração do conhecimento das coisas.

Quando se alcança o conhecimento das coisas,
atinge-se a compreensão;
Quando se atinge a compreensão,
a vontade é sincera o coração se concerta;
Quando o coração se concerta,
cultiva-se a vida pessoal;
Quando se cultiva a vida pessoal,
regula-se a vida familiar;
Quando se regular a vida familiar,
a vida nacional é ordenada;
E, quando a vida nacional é ordenada,
o mundo está em paz. "

O que preciso dizer mais. Com este círculo perfeito de atitudes, acho que as outras fórmulas entram em desuso.
Bem haja!

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Viva a vida!

Não se entristeças... Você já imaginou quão especial tu és?

Se perdeste um trabalho que tinha há muito tempo, vá ver que será uma oportunidade para mudar de uma vez por todas, e evoluir... Por vezes, ficamos estagnados e não desenvolvemos suficientemente. Já te imaginaste velho e sem histórias para contar das coisas que fez e que aprendeu no labor?

Se perdeste um amigo, por intrigas ou descaso ligado à ele. Deixa lá. A vida segue e, amigo que é amigo, volta! As intrigas são descobertas e o momento do perdão será mais especial do que toda a vida passada.

Se está chateado com o seu companheiro ou companheira... Nada como um dia atrás do outro. O que precisa semear é a paciência, a tolerância e a compreensão. Haja como se o seu companheiro estivesse a precisar de um amigo e este pode ser você. Como "amigo", o que faria? E ainda mais, se um dia já amou muito esta pessoa, pergunte o que mudou desde então. Recuperem juntos os bons momentos. Com certeza os dois sentem a mesma necessidade.

Viva a vida!!

(Joice Worm)

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Evoluir pensando...

A liberdade de pensar,
jamais foi impedimento para a evolução humana.
Pior do que abrir a mente
é obstruí-la de imaginar
ou aliená-la com uma única idéia.

(Joice Worm)

sábado, 23 de agosto de 2008

De onde viemos? Quem somos? Para onde vamos?

Esta pergunta foi pertinente ao pintor Francês Paul Gauguin. Seu quadro com o mesmo nome do título deste post, retrata sua idéia da evolução humana. Começa com uma criança em um canto (em amarelo, mas na penumbra), um adulto ao meio em contacto com o conhecimento (em amarelo iluminado)e no outro canto uma idosa (amarela, mas completamente na sombra de uma árvore), por trás, a natureza...

E a pergunta que intitulou o quadro continua sem resposta até hoje... De onde viemos? (Pensando de uma forma transcendental, ainda não temos certeza das respostas), Quem somos? (Ainda podemos arriscar alguma contestação) e Para onde vamos? (Voltamos ao ponto de partida... Ao mesmo lugar de Onde viemos).

Catedráticos e amadores da filosofia gostariam de poder responder a esta pergunta tendo certeza que seria a resposta certa, mas duvido que mesmo após uma resposta aceitável, a mesma seja definitiva.

Já ouvi uma resposta na minha cabeça...

Viemos do nada. Não somos nada. Não vamos a lugar nenhum.

E também,

Viemos do etéreo. Somos energia. Voltamos ao etéreo.

Em resumo, de onde viemos e para onde iremos, pode-se falar de um mesmo lugar. E o que somos, será uma questão de escolha: TUDO ou NADA

Em todo o mundo se pergunta a mesma coisa, o que nos convence de que apesar das diferenças, somos todos iguais:

Francês : D'où venons nous? Que sommes-nous? Où allons-nous? (título original da obra de Gauguin)
Alemão:
Woher kommen wir? Wer sind wir? Wohin gehen wir?
Inglês:
Where Do We Come From? What Are We? Where Are We Going?
Espanhol:
¿De dónde venimos? ¿Qué somos? ¿A dónde vamos?
Català: D'on venim? Què som? Cap on anem?

Suomi: Mistä tulemme? Keitä olemme? Minne menemme?
Íslenska:
Hvaðan komum við? Hver erum við? Hvert förum við?
Italiano:
Da dove veniamo? Chi siamo? Dove andiamo?
Russo:
Откуда мы пришли? Кто мы? Куда мы идём?

...

(Joice Worm)

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Futuro

Acho que o futuro é já amanhã, e depois de amanhã e depois...
Um dia atrás do outro.
Não entendo como posso ser feliz daqui a vinte anos.
Entendo que sou feliz hoje e serei mais ainda, amanhã.
Então, repito, o meu futuro é "já amanhã"!!

(Joice Worm)

domingo, 17 de agosto de 2008

Conflitos... Causas e consequências

No trabalho o que pode causar um conflito?...

. Má interpretação de uma informação
. Confusão entre informação e opinião
. Diferentes interesses
. Rivalidade
. Diferentes níveis profissionais
. Invejas, ou seja diferentes valores... e por aí afora.

Como resolvê-los,

. Ou entramos em um acordo ou acabamos o assunto com uma ruptura (não querendo dizer que assim o resolvemos)

O pior que pode acontecer, se não quisermos entrar em um acordo...

. Não acreditamos em um futuro mais risonho
. Criamos inimigos
. Nos encorajamos para a competição
. Perdemos valores positivos
. Nos tornamos mesquinhos

Há que pensar, dar tempo ao tempo e tentar sermos condescendentes... Assim penso eu.

sábado, 16 de agosto de 2008

A música e o cheiro

... A música me transporta para lugares tão distantes que por vezes me perco sem dar limites à minha imaginação.
... Quando chego ao porto seguro da minha vontade, lá onde me encontro mais nova, mais bonita e mais saudável, sinto um cheiro familiar.
... A música e o cheiro me alimentam e me faz reviver tempos idos. Família, amigos, colegas de trabalho, vizinhos, comerciantes... Lembro-me do apito tradicional do amolador de tesouras... Fiuuuuuuuuuuri! Fiuri!...

Ai, ai... Agora estou ouvindo 'Tango' e sinto cheiro de vários perfumes que se mesclam no ar... Onde andará em realidade a minha imaginação?

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Cores da minha sorte

Vou contar um segredo... Todos os dias me visto com a cor que quero atrair a "Sorte do meu dia". Hoje estou vestida de Branco.

Vermelho..........Paixão, amor, fertilidade
Rosa...................Reconciliação e Entendimento
Azul claro..........Fortuna
Azul escuro....... Força e vence batalhas
Verde.................Esperança
Amarelo.............Sabedoria, Generosidade e Riqueza
Branco...............Paz, Saúde e Protecção Familiar
Lilás...................Justiça
Roxo..................Felicidade
Laranja..............Contra Traições

O que sinto é Amor!

E eis que surgiu um homem na minha vida.
Olhei os seus braços, o movimento das suas veias,
A força que os seus músculos me avisavam,
A doçura intrigante no seu olhar,
E um rosto que me cativou.

Conquistou-me, amou-me e casou-se comigo.
Tratou-me como uma frágil princesa
E me fez namorada e amiga.
Ao fim de vinte e dois anos, trata-me como a uma rainha
E já me fez progenitora, amante, fiel e confidente.

Delicio a minha alma ao me ver feliz e concluo,
Que este "pulso masculino" que me defende e me protege
É o exemplo de um homem que ama a sua mulher.

Bem haja!
Longa vida ao meu Guerreiro!!

(de Joice Worm para Paulo Worm)

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Coração feminino

Uma mulher que ainda é menina, sonha, brinca, cria, constrói e ama...
Uma mulher que vira moça, sonha e ama...
Uma mulher que vira mulher, ama, ama e ama...
Uma mulher, que envelhece, esquece, perdoa, chora e ama.

Um coração feminino é delicado. Gosta de ouvir palavras apaixonadas e promessas por cumprir. Acredita nestas mesmas promessas porque não vê nada que possa impedir. É meiga, é dengosa e carinhosa. Não fala alto nem gosta de barulho, é suave no andar e simples no vestir. Tem puros pensamentos e gosta de conversar e ouvir...

Mas por vezes, o coração feminino, é traiçoeiro. Não se deixa enganar. Luta pelos seus direitos e exige o cumprimento das promessas. Chora de raiva e de ciúmes, dá carinho se receber em troca. Pede mais do que lhes podem dar. Sofre por todas as suas frustações e deprime-se. Sua felicidade depende da compreensão do seu companheiro e daqueles que a rodeiam.

Mas segue sendo feliz, porque ser "mulher" é "ser vida, em corpo e alma".

sábado, 9 de agosto de 2008

Absurdo

Hoje, só para distrair e para introduzir um tema de direito à "indignação", vou deixar uma pergunta pertinente e direcionada a todos...

O que você acha um absurdo?

(Independente de qualquer questão a abordar... Assim em termos gerais, o que você acha um absurdo?).

Por exemplo. Para mim, é um absurdo...

Um cidadão de um país vir assaltar e morrer em outro país, deixando um recado para dar à mãe de que ele está trabalhando muito e que está tudo bem!

...

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Dor de cabeça!

O que me faz ter dor de cabeça...
É o vinho que não tomei
A viagem que não fiz,
O amigo que não encontrei,
O sonho que não realizei,
E o livro que não escrevi!

(Joice Worm)

domingo, 3 de agosto de 2008

SPA doméstico

E quem disse que o stress não é uma chamada de atenção a um possível esgotamento? Não adianta imaginar que podes trabalhar arduamente à espera do período das férias porque nesta altura você já pode não estar em condições de disfrutar devidamente.

A ordem é relaxar pouco a pouco...

Cada vez que se aproximar o fim de semana, vislumbre o seu "SPA doméstico"!

Sua cama para relaxar à vontade, seu companheiro para lhe massagear as costas e vice-versa, uma cervejinha gelada na hora do calor ou mesmo "água", fonte da vida... Bebendo devagar e sem pressa.
Comida caseira elaborada com carinho e tempo. Um mergulho no chuveiro, deixando que molhe de alto a baixo, o rosto, cabelo, pescoço... Sempre pensando que mergulha em uma grande piscina ou em mar calmo... De olhos fechados... Relaxando...
Aproveitar para fazer amor com o massagista (para os casados... ou não)... ou se estiver sozinho, acariciar-se, amando-se infinitamente. Seu corpo é único e é seu!
Ler um bom livro que lhe transporte para outro tempo enrrolado/a em uma toalha sem roupa interior... Dormir nos braços de Morfeu (ou de quem quer que seja (risos))...

Na segunda-feira... Levante com o melhor pensamento positivo que lhe ocorrer, tipo:

"Hoje eu vou me dar bem!!"

(YES!)

sábado, 2 de agosto de 2008

O ar que eu respiro...

Há alguém neste mundo que não se esforce por conseguir alguma coisa?
Há por acaso alguém que nunca tenha passado por uma decepção, um apertão na vida, uma desilusão amorosa, uma discussão que faz saltar lágrimas?

Há alguém neste mundo que não tenha rido às gargalhadas?
Há por acaso alguém que nunca tenha passado uma grande alegria, um abraço apertado e um beijo alucinante, um momento de carinho e afeição?

Há alguém que não tenha respirado o ar que eu respiro?

Se a resposta é: "Não, não há ninguém que não tenha passado o mesmo"

Então digo-te: Acho que somos um só!...

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Qual será o meu tipo de fim de semana?

O que significa "fim de semana" além de ser "o fim da semana"?

Tipo 1
Para uns, horas longas de sono. Espreguiçar, ler até tarde, ver filmes, brincar com o cão ou com o gatinho descontraidamente, levar as crianças à praia, piscina ou futebol de amiguinhos, ir ao shopping, ver televisão, alugar filmes DVD, dormir outra vez tarde e acordar outra vez tarde...

Tipo 2
Para outros, dia de arrumação da casa. Troca de lencóis, limpeza a fundo daquele lugar que não se vê, lavar, passar, guardar... Fazer contas, abrir as cartas de sexta-feira, calcular, arquivar, jogar coisas fora, arranjar um tempinho para telefonar a uns amigos que já não vê há tempos, estudar para exames acumulados, dormir com um comprimidozinho, depois de uma depressão...

Tipo 3
E ainda há aqueles que esperam o fim de semana para não fazer nada. Dormir, sair com os amigos, beber uns copos, ler um livro que já começou há meses, comprar algo que lhe dê prazer, ver filmes repetidos, jogar no video game falar na internet infinitas horas...

Tipo 4...

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Diferença de idade y amor

Vi finalmente o filme dramático de "Diário de um Escândalo" (Notes on a Scandal) com minhas queridíssimas artistas excepcionais Judi Dench e Cate Blanchett!
Fico boquiaberta com a perfeita interpretação que estas duas mulheres fazem em qualquer dos filmes que actuam. Emociono-me até quando se calam... Aplaudo-as de pé.
O filme... Não vou contar para não estragar a surpresa de quem ainda não viu. Mas posso comentar que é uma história incrível de ilusões e desilusões com todos os possíveis sentimentos da "diferença de idade".
Fico pensando, como a nossa mente se deixa levar por nossa libido... Como é possível que esta energia aproveitável para os instintos de vida consiga superar a razão, fazer cegar as consequências e esquecer até mesmo o amor próprio...
Auto-controle, vergonha, livre-arbítrio, ódio, amor... Mesclas de sentimentos que tornam um indivíduo terrivelmente deprimido, obcecado, paranóico, psicopata às vezes quando levado ao extremo.
E tudo isso alimentado pela solidão fica entregue à orientação do indivíduo adoecido... Nada como ter muitos e variados amigos. Não corremos assim nenhum risco. A não ser quando...
(Ficam as reticências para vocês...)
Antes, e para descontrair... vou transcrever um texto que encontrei na "Wikinotícias":
"Estudos realizados por vários pesquisadores nos Estados Unidos revelam que o interesse da mulher pelo sexo é proporcional à quantidade de café que ingere.
A quantidade de café ideal para a vida sexual saudável é de 4 xícaras ao dia. Após a quarta xícara, potencializa-se o estresse e pode haver confusão mental."
Bem... Não vou revelar a minha quantidade de café... (risos).

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Barcos

Aos objectos flutuantes... que morrem solitários.
(mais uma inspiração que tive a partir de uma fotografia do olhar de Fernando Rozano)

Se estão encalhados aguçam a minha curiosidade.
Se navegam aterrorizam a minha frágil alma.
Se o sol lhe fustigam as cores, sofro.
Se a neve derretida não é suficente para alentar a paisagem...
Minhas lágrimas não cessarão de tentar fazer o milagre acontecer,
mesmo que eu venha a sucumbir por esta causa.

Joice Worm

domingo, 27 de julho de 2008

Blogs!

Quando temos um blog, iniciamos pelo nível 1 da comunicação:

Utilizamos os meios e postamos textos superficiais sobre assunto correntes e comuns aos demais. Com o passar do tempo e de acordo ou não com a quantidade e qualidade dos comentários, passamos lentamente a dar alguma opinião sobre conductas alheias ou a contar histórias verídicas interessantes, intrigantes, revoltantes ou divertidas.

Mais adiante, já no nível 3, fazemos juízos e nossas opiniões se concretizam. Ganhamos confiança, e já não esperamos que haja leitores ou que ao menos emitam comentários. Estamos quase no auge.

Chegando ao nível 5 e já com alguma cumplicidade e por passar a entender os outros, falamos de nosso passado, nossos projectos, ilusões e dificuldades, assim como os momentos felizes e as glórias. E neste nível a comunicação é de sentimentos fortes. Há laços de amizade e carinho e um bom nível de intimidade. As opiniões nos importam e valorizamos cada uma delas. Compreendemos que cada um é como é, e nos pode ajudar no momento oportuno e vive-versa. Chegamos ao cume da comunicação: Há entendimento porque há comunicação. Mas...

Há uns pormenores que atrapalham algumas pessoas de comunicar:

1. O medo de ser rejeitado; 2. O medo de conhecer as nossas limitações (culturais e linguísticas) ou capacidade de entender o que se lê. 3. O medo de perder o prestígio quando imagina que poderá ser julgado.

E como vencer o medo?
- Sendo autêntico. Sendo você mesmo e aprender a ter coragem para se defender. - Ninguém neste mundo é melhor que ninguém.

Temos iguais capacidades, apesar das diferentes oportunidades. Tudo depende de nossa vontade e uso do livre arbítrio. E dentro desta liberdade e poder de escolha, optamos por estar por baixo ou por cima.

Presumo que juntos encontraremos as nossas respostas.

Joice Worm