quarta-feira, 30 de abril de 2008

Medo

Não temas

Mesmo que tenhas medo de mudar o rumo da sua vida...
TENTE assim mesmo.
Você só saberá o que acontecerá, se experimentar.
Enquanto desfruta da sua nova vida, você VIVE de verdade.
O que deixa para trás, serve de lembrança para não repetir o mesmo erro.

(Joice Worm)

terça-feira, 29 de abril de 2008

Mensagem de mau gosto!

Gente... Recebi um email bonito por Powerpoint, que a princípio nos pedia para prometer passar adiante a mesma mensagem para todos os meus amigos. Pois bem. Já a partida, sabia que não ia passar para ninguém, porque aos meus amigos, mando palavras "minhas". Não costumo utilizar mensagens de positivismo ou outra forma de ajuda através de criações alheias. Não por pensar que sou auto suficiente para fazê-lo, mas sim, por ser autêntica para meu amigo!

Escrevo no Blog de uma forma geral. Mas se um amigo precisa de mim, prefiro escrever uma mensagem original directamente para ele.

E assim, a mensagem bonita que recebi, contava uma história de amor de uma menina de cerca de 15 anos, chamada Camila, que fez uma viagem sozinha em um Cruzeiro. Encontrou um rapaz, chamado Raul. Um história bonita de encontro em que a paixão veio de imediato. Depois de estarem juntos durante o dia, pela manhã do dia seguinte, ela encontrava na porta do seu camarote, uma linda flor azul.

Ao fim de 6 dias foi só enamoramento até que ela se entregou às volúpias do amor, dentro do seu próprio camarote. E no final, ele lhe ofereceu uma caixa de prata com flores azuis talhadas e disse a ela que só abrisse quando estivesse em sua casa.

Quando chegou, super feliz e reencontrou os seus pais, subiu para o quarto e ansiosamente abriu a caixa de prata.

Encontrou lá dentro uma Rosa negra com um mensagem dizendo: "Bem vinda ao mundo da Sida (Aids)".

Ora, façam-me um favor... Que mensagem horrível!! Alguém ainda acha que vou espalhar a desconfiança de que não existe amor e que todo sexo é transportador de doenças??? Detesto este tipo de sensação que este email me fez passar. Sou super romântica e até hoje acredito e convenço quem conheço, que há amor à primeira vista, que há amor verdadeiro, há amor-amigo, amor bi-sexual, amor, amor e amor...

Que coisa. Andam uns a provar e outros a apavorar!!

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Reflexões da Alma inquieta

Não há dúvida que quando a mente para e entra em reflexões, procura em todos os pontos da experiência de alma vivida, tudo aquilo que não entendia e aquilo que aprendeu...

Todas as suas palavras são claras e conscientes, mas não vivemos sós no mundo. E quando encontramos os obstáculos naturais, vacilamos ou aprendemos coisas novas.

O convívio com pessoas mais ou menos inteligentes, mais ou menos sábias, mais ou menos espirituais... E todos os "mais ou menos" que somos, servem para preencher-nos de respostas aos tais "porquês".

Assim, crescemos, assim aprendemos. E finalmente, envelhecemos, ensinamos e cumprimos as nossas missões:

A de um aprendiz que virou sábio. Oxalá!

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Grandes amigos

Que delícia é ter amigos. Partilhar coisas nossas...

Até daquelas maluquices de idéias que penso que são ótimas idéias, meu amigo vibra, bate palmas, e me deixa mergulhada em uma alegria indescritível... Depois de rirmos juntos, meu amigo conversa devagarinho e vai ponderando uma coisinha aqui, outra ali... Até me fazer pensar na realidade, de forma que eu não me machuque...

Grandes amigos, são estes que tenho... E não é só um! Imagine... Dizer que só tenho um amigo. Nem pensar! Tenho muitos mesmo. E cada um, é como é. Cada um, pensa como pensa e age como age... Mas jamais trai a minha amizade para me superar, ou me questiona com arrogância uma atitude errada que eu tenha tomado... E principalmente, jamais me deixa de falar ou me esquece.

Um beijo para ti meus amigos! Que toda a energia que move este mundo, vos protejam!

terça-feira, 22 de abril de 2008

Conversa de Bastidores

Por vezes, melhor do que o texto postado, são as conversas de bastidores.
Cada texto tem o comentário que merece e nesta hora é que o texto ganha vida:

Quando comentado!
Sente-se lido, sente-se útil, sente-se notado!

Mesmo quando não há comentário, mas temos notícia da visitação, seguramente sentimo-nos animados e impulsionados à criação. Acredite!

(J.Worm)

domingo, 20 de abril de 2008

História Fantástica

"A criança de outrora ainda existe nos sonhos em terras escandinávias.
A menina que foi à sua procura, tem sede de saber e aprender
A Natureza não quer esperar por ela
E o temido já começou a acontecer
Resta o tempo e a esperança, como aliado
Pois a salvação está na perserverança daquela menina!"

(por Joice Worm)

(Um resumo da longa história que eu tenho para contar...)

terça-feira, 15 de abril de 2008

Maior desejo

Se alguém perguntar o que eu mais desejo, juro que ficaria um tempo grande a pensar.

Lembro de quando era criança, pensar que o que eu mais queria na vida, era uma grande sorvete Dust Muller ou Dust Milk, sei lá, o que é certo, é que é um sorvete com dois sabores, cheio de cobertura cremosa de chocolate, caramelo ou morango e depois completamente coberto por leite em pó da Nestlé... Hummmmmmmmmmm... Queres me deixar babando de vontade? Lembra-me só este sorvete...

Enfim. É melhor mudar de assunto. Aliás, hoje estou relaxando das Crónicas, Contos e poesias. Sentei e escrevi aquilo que me apetecia comer neste momento. Já já me levanto e vou providenciar a minha vontade de menina.

Ah. É verdade. A pergunta era, aquilo que eu neste momento mais desejo...

Meus amigos, sinceramente, nunca pensei que o que eu mais desejava na vida, era...

Ter mais dinheiro!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Brumas e Homem

Enquanto as brumas (mistério e incertezas) do mar batem nas rochas suavemente, os homens na terra, batem-se uns aos outros violentamente.

Mas quando as brumas do mar, se transformam em mão palmatória,
não há um só homem que esteja ao seu alcance, que não se arrependa.

Enquanto os que ficam, se sentem culpados,
os que foram, jamais serão esquecidos

E as brumas do mar, voltam a ser brandas...
E com o passar do tempo, os homens da terra, voltam ao mesmo...

É o círculo vicioso da natureza e da humanidade.

terça-feira, 8 de abril de 2008

Pequeno-grande milagre

Vou deixar aqui algum conhecimento para quem não sabe ainda.

Escrito por Alfredo Guarischi, Presidente da Comissão de Câncer do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. 13 de dezembro de 2005. (Que desde já agradeço a informação)

"Hamilton Naki, um sul-africano negro, de 78 anos, morreu no final de maio. A notícia não rendeu manchetes, mas a história dele é uma das mais extraordinárias do século 20. "The Economist" contou-a em seu obituário desta semana. Naki era um grande cirurgião. Foi ele quem retirou do corpo da doadora o coração transplantado para o peito de Louis Washkanky, em dezembro de 1967,na cidade do Cabo, na África do Sul, na primeira operação de transplante cardíaco humano bem-sucedida. É um trabalho delicadíssimo. O coração doado tem de ser retirado e preservado com o máximo cuidado. Naki era talvez o segundo homem mais importante na equipe que fez o primeiro transplante cardíaco da história. Mas não podia aparecer porque era negro no país do apartheid.O cirurgião-chefe do grupo, o branco Christian Barnard, tornou-se uma celebridade instantânea."

... Para continuar a informação, e para concluírem porque razão o negro-cirurgião não tinha diploma, podem acabar de ler em http://www.brasilmedicina.com.br/noticias/_check_printnot.asp?Cod=1111&Area... no Portal do Brasil Medicina.

"Em cada bairro da cidade, há um cirurgião africano, cujo gabinete de consulta, de nomeada, se acha instalado sem cerimônia à porta de uma venda. Consolador generoso da humanidade negra, ele dá suas consultas de graça, mas, como os remédios receitados comportam sempre alguma droga, ele fornece os medicamentos mediante pagamento.Vende ainda talismãs curativos sob forma de amuletos. Citarei aqui apenas o pequeno cone misterioso, feito de chifre de boi, preciosa jóia de seis linhas de altura, que se pendura ao pescoço para preservar das hemorróidas ou das afecções espasmódicas, etc. Quanto à colocação das ventosas, ciência positiva e de aplicação externa, ele a executa em plena rua, perto de uma casa, ou mais comumente, numa pequena praça por onde não passam carruagens."

(Terra Brasileira - Registros de Debret - Início do século XIX no Rio de Janeiro. Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil / Jean Baptiste Debret. – São Paulo: Círculo do Livro, sem data.) Etc. e tal! Tenho dito! (Joice Worm)

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Ponto de vista

- Como te chamas?
- Fulano de tal. E tu?
- Cicrano
- Humm... Você trabalha ou estuda?
- Nem uma coisa, nem outra. Sou um artista. Vivo do ar que respiro e alimento-me com a beleza da natureza.
- Humm... Tens horas?
- Não. Meu relógio é o tempo de vida que me resta.
- Eh... Humm... Então muito prazer em conhecê-lo, mas tenho que ir. Tenho pressa. Tenho que trabalhar, tenho que ganhar dinheiro para pagar minhas contas e meus impostos. É pena não poder conversar contigo, mas minha família é numerosa e me aguarda. Passe bem. E boa sorte..
- Adeus, ilustre desconhecido. A sorte me acompanha por onde quer que eu ande. Estou sempre feliz e não tenho preocupações. Vivo todos os dias como se fossem os úlitmos e navego pela vida como um barquinho a deriva que contempla o sol e a lua...

(O outro já ali não estava... Mas Cicrano continuou a falar, sozinho, mas satisfeito com a vida que levava. Pois estava em paz consigo mesmo).

Para ele, nem sempre "era uma vez" mas sim, "e tudo começou ..." e com final feliz.