quarta-feira, 24 de junho de 2009

Recado aos anjos para que entreguem a...

Meu pai!

... Hoje ele fazia aniversário de vida.
Não sei o dia da sua morte.
Não memorizei. Nem quero que me lembrem.
Penso que me interesso mais pelos seus dias de vida,
do que os dias de sua ausência.

Mando para ele um beijo, um abraço,
um cheiro e um chameguinho aos céus.
E que os anjos digam AMÉM.

Se é verdade, que ele está agora mesmo ao meu lado,
Felizmente me sinto,
beijada,
abraçada,
cheirada e chamegada...

Te amo meu velho!
Até qualquer dia...

14 comentários:

mundo azul disse...

___________________________________


...lindo! Penso que ele deve ter sorrido ao ler seu poema...


Beijos de luz e carinho!

ps...não faz mal que demore, o importante é que não esqueça de mim!

__________________________________

Tiago Soarez disse...

Adorei!

Parabéns ao seu velho! Onde ele estiver!

E até qualquer dia, minha querida!

Rosemari disse...

Joice

É tão bom lembrar nossos pais dessa forma. Sabe que depois que meu pai morreu eu passei a ama-lo ainda mais.
Mudou minha relação com ele e já fiz um poema também homenageando-o.

beijão amiga.

No Limite do Oceano disse...

:-) que mais posso escrever...

Beijos,
Carlos

tossan disse...

Com certeza o velho deu um sorriso de orelha a orelha..Pera aí, não pode ser, a matéria se foi...Mas a alma não. Beijo moça, saudade

Ilaine disse...

Querida Joice!

Que bela homenagem para o "aniversário de vida" de teu pai. Ah, ele deve ter adorado. Lembrei-me de meu pai amado, que também há muito foi embora.

Beijo, linda flor!

O Profeta disse...

Nasceu!
Nascem a todo o instante
Os sentires vindos da alma
Tatuados a cada semblante

Um beijo na tua procura
Um abraço fica suspenso
Um sorriso desponta da tristeza
Um olhar prende o momento


Boa semana


Doce beijo

neo-orkuteiro disse...

Lembramo-nos de pessoas (principalmente as queridas) em determinados momentos, pode ser uma data de aniversário ou qualquer outra. Para com os ausentes, o carinho ainda é o mesmo. E quem se foi para sempre, continua com uma permanência por assim dizer virtual, na recordação. Nada mais seremos só quando já não formos mais nem pó, nem lembrança. Conforta-nos entretanto saber que isto será daqui a muito, muito tempo.
A lembrança de seu pai decerto continuará viva em todos quantos o tenham conhecido em vida. E o carinho da filha fica, com este post, na blogosfera. Por mais muitos aniversários.

Luiz Caio disse...

Oi Joice! Como vai?

Com certeza sua mensagem chegará a ele de alguma forma... Ele receberá seu beijo, seu abraço, e todo o seu carinho!

TENHA UM LINDO DIA, E UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!

BEIJOS.

Daniel Fernandes disse...

Realmente quando amamos os nossos pais, nem a morte nos separa.
Creio que existe vida além da morte e que como diz a BIBLIA nós não os podemos ver, mas eles vêm-nos a nós.
Com certeza seu pai está a olhar por si e a interceder a DEUS por si.

Sol da meia noite disse...

Lindo, Joice...!

Guardas em ti momentos vivos.
O que acaba não se pode guardar. É assim que temos que pensar e saber aproveitar cada momento que a vida nos dá, em partilha com os que nos são queridos. E a saudade desses momentos, é vida em nós.


Um beijinho de muito carinho *

Vieira Calado disse...

Um dia qualquer que ninguém desconfia...

Beijinhosss

Ilaine disse...

Amiga!

Passei para te deixar um abraço.
Saudades!

Beijo

Antonio saramago disse...

onde ker ke ele esteja, ele ouviu as tuas palavras e retribui-te todo o seu amor de pai para uma filha maravilhosa...
O teu PALAIO estará para sempre vivo no teu coração.

muitos beijinhos e até ao meu regresso