segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Deleite

Mais uma vez fui seleccionada em mais um Concurso do Centro Poético de Madrid. Woohowooo!!... Desta vez no Concurso de "Noche Soñada". No original, escrevi com o nome de Volúpia, mas como no espanhol não encontrei a palavra, concorri com "Deleite".


Deleite (Volúpia)
Joice Worm - 31.03-207

Amor, mi grand amor, (Amor, meu grande amor,
No hay hombre como tú, (Não há homem como tú,
Y no hay mujer en el mundo (E não há mulher no mundo
Amada como yo! (Amada com eu

Amor, mi gran amor, (Amor, meu grande amor,
Adoro cuando te pareces un tornado (Adoro se pareces um tornado
Que circula alrededor de mi cuerpo (Circulando o meu corpo
Y le demuestra hacerme sentir (Mostrando-me e me fazendo sentir
El placer de ser amada! (O prazer de ser amada!

Amor, mi gran amor, (Amor, meu grande amor,
Nadie mejor que tú (Ninguém melhor do que tu
Sabe demostrar como es bueno percibir (Sabe mostrar como é bom perceber
El extasis de todas mis direcciones (O extase de todos os sentidos
Y que transforman mi piel, en líquido viscoso (Transformando a minha pele em líquido viscoso
Y nuestro olores, en el carcél de la vida! (E o nosso cheiro em prisão pérpetua

Así, y de ojos cerrados o abiertos (Assim, de olhos fechados ou abertos
En el claro o en el oscuro, (No claro ou no escuro
Me entrego al deleite del momento (Entrego-me a volúpia do momento
Deseando parar el tiempo en ese mismo momento, (Desejando parar o tempo neste instante

Amor, mi gran amor (Amor, meu grande amor,
No hay hombre como tú (Não há homem como tu,
Y no hay mujer en el mundo (E não há mulher no mundo
Amada como yo! (Amada como eu!

2 comentários:

No Limite do Oceano disse...

Muito parabéns Joice!!! Sabe bem termos uma recompensa por algo que escrevemos. Se não for num blogue que seja de uma outra forma!

O amor é um tema infinito para se escrever...

*Hugs n' smiles*
Carlos

Anónimo disse...

parabens joice!! beijo d lisboa. ricardo