segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Moacir escreve a Clara

Ai Clara como você me faz sofrer... Gosto tanto de te ter ao meu lado, mas não parece que seja fácil. Tento te olhar de frente e dentro dos seus olhos, mas você foge do meu olhar... Não tenho palavras para te dizer quanto eu te amo Clara, e você me exige além das palavras os meus actos.
Digo-te minha querida, que não há homem que te ame mais neste mundo do que eu. Sonho contigo todas as noites. Acordo e vejo-te ao meu lado, repouso...
Queria te dar tudo o que mereces, mas não consigo me concentrar só em ti por ter tanta responsabilidade em encontrar o tesouro que quero lhe ofertar meu amor...
Agora sinto que estou a te perder. E já não aguento a idéia de te ver com as costas viradas para mim...
Antes de ir Clara, quero que ouça uma coisa...
«Vou parar de procurar as coisas materiais para lhe oferecer, pois agora sei que o maior tesouro que poderia lhe dar, é o meu amor...»
Não vá embora Clara, fique comigo, meu amor...
Para sempre!

3 comentários:

conhecimento disse...

Infelizmente há muitos, mas mesmo muitos assim, só vêm o lado material e julgam que é oferendo valores dessa natureza que conseguem a felicidade e o amor, quando uma pessoa que ama realmente o melhor troféu que pode e deseja receber é o carinho, a paixão, sentir-se AMADA!..

antonio disse...

MAS SERÁ QUE NESTE SÉCULO AINDA SE TROCA O AMOR POR VALORES MATERIAIS? É certo haver muitas mulheres e homens que s+o se enlaçam por saber que existe valores monetários, mas aqui tu expões o AMOR e contra o amor só outro AMOR!..
jOICE, DESCULPA O ANTERIOR COMENTÁRIO SAÍR COM O ENDEREÇO DO BLOGSPOT, porque sei que não é muito apropriado para ti, desculpa.

JOICE WORM disse...

Oi António, não se preocupe com o endereço do Blogspot, aliás, a divulgação é necessária! Quanto ao amor por doação de valores, ainda, infelizmente, tem muita gente que pensa que conquista uma mulher assim... Continuam enganados!! Um beijinho para ti!