quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Voar

Vou deixar o vento me levar.
E se não houver horizonte,
seguirei sem olhar para trás.
Sairei de órbita...
Mas não vou só!
Vou com o vento, a voar...voar...

Joice

A vida é bela.... http://es.youtube.com/watch?v=cqgKKoJaPwM&NR=1

29 comentários:

Dauri Batisti disse...

Isso é ótimo. viver a sensação da liberdade. Tem para mim cheiro de verão, de céu exagerado de azul.

JOICE WORM disse...

É verdade... liberdade... Hoje não sei porque deu-me vontade de voar, Dauri. Talvez seja as saudades que tenho do Brasil, da família, dos amigos...

Tiago Soarez disse...

Eu estou assim, Joice!

Sem tirar, nem por.

Parece q vc lê certos pensamentos.

beijos

Bossa Nova Café - textos, música e arte!

Vivian disse...

...e é justamente por deixar o vento me levar que estou aqui
aportando em seu canto, para deixar-lhe bjs de paz...

smackssssssssssssssss, Joicinha lindaaaaaaaaa!

No Limite do Oceano disse...

Joice ando há dias para escrever um texto no meu espaço sobre algo do género: não são as asas que fazem um anjo...isto porque voar tem que se lhe diga, não são precisas asas para voarmos, a linha do horizonte é talvez a meta que jamais podemos alcançar mas o esforço para lá chegar é de louvar :- )

*Hugs n' smiles*
Carlos

Alice disse...

Lindo linnnnndo !!!

bjinhusssssssssss

Zé Carlos disse...

Olá Joice, como foi bom te conhecer.... Lindo Blog e qdo tiver saudades do Brasil, venha tomar um cafezinho na minha casa.
Bjs do ZC

la chica maravilla disse...

É, é... la vida pode ser muito bela...
Recibi a sua cartinha e gostei muito dela borboleta que ja acompanha meu ordenador!
E la história... vc captou minha esséncia, sim, senhora!!!
Beijinhos,
Caro

mundo azul disse...

Joice, parece que seus versos sorriem com você!
Gosto de vir aqui...Há uma magia no ar!


Beijos de luz e o meu carinho...

Lu Cavichioli disse...

Linda Joice, vc num é poeta????????? Me poupe né? Mas tudo bem amore se não tiver a fim te respeito. Ms olha,então como vc mesma disse: "sou leitora". Então passe por lá e deixe sua impressão sobre os trabalhos. Esta noite expira o tempo do texto da Tere que ficou exibido por dois dias. Ainda dá tempo de opinar.
bj grande minha queridona!

Gilbamar disse...

Joice tudo que você toca vira poesia, como os pássaros que mesmo andando sobre a relva percebe-se que voam como os verdadeiros donos do espaço.

Abraços!

JOICE WORM disse...

Tiago,
Engraçado... Mas acho que de vez em quando, qualquer um de nós, um dia ou outro temos vontade de dizer o que disse a escritora portuguesa Alice Vieira... "Se perguntarem por mim, digam que voei!".

Vivian,
Você vem aqui sempre com um grande sorriso, e isso me agrada imenso!!
Beijos para ti, anjo!!

Carlos,
Madre mia, estou a lhe dever momentos de leitura... Seus dois últimos personagens, tinham alguma extensão e ainda não pude parar para me dedicar a ti. Mas não retire do ar. Ainda tenho vc na minha programação. É que, ou leio, ou não leio... Não me agrada comentar sem mais nem menos.
... Quanto ao voar por aí... Já pensou que maravilha? Nem o limite interessava. A gente dava à volta ao mundo!!

Alice,
Tenho impressão que apesar do que lhe disse lá no Blog, esta é outra forma de ir ao esconderijo... Fazer o que? A gente está nesta vida para aprender. E o sensação de cansaço por alguns motivos nos leva a escolher várias formas de "sair".
Obrigada por ter vindo, linda.

Zé Carlos,
Obrigada pela visita. Se vou tomar café no seu Blog quando tiver saudades do Brasil... Vou ficar nervosa com tanto café... Hehe.
Um abraço. Vou lá sim!

Caro,
Me alegro que la mariposa ha encontrado la princesa maravilla!! Hehe. Todavía he guardado el "baccio-chocolate" de mi hija que esta lejos. Tu lo sabes. No he tenido coraje para comerlo... Bueno. A ver cuanto tiempo aguantaré!!
Cuanto a la história, con su permiso, voy añadir más cosas y hacer un bonito relato imaginario...
Besitos, amiga mia!!

Zélia,
Queridíssima. A recíproca é verdadeira. Leste a homenagem aos poetas? Tu é uma delas..

Lu,
Gosto de escrever assim a pular de linhas e por vezes tem cara de poesia, mas gosto mais de escrever histórias, relatos, contos vindo da minha imaginação.
Da poesia, gosto dos poetas. Gosto de imaginá-los a escrever. Quase que vejo o coração vermelho a bater dentro de cada um... Daí, me inspiro para personagens apaixonantes.
Tu é poeta. Teu livro está na livraria, e o leitor que não comprou é porque ainda está a procura de ti...
Te adoro!

Gil,
Fui lá no seu Blog e li o relato sobre o "Ninho da Rolinha"... Adorei, amigo. Lhe enviei um pedido, já viste?!

Zé Carlos disse...

Ah! Joice, então não vou ta dar tanto cafezinho. Como vc é sa terrinha abençoada, vou fazer umas batidinhas de côco para se deliciar...
O importante é que vc venha...
Beijão do ZC

Zé Carlos disse...

Ah!!!!!!!!!!!

Eu fui seu visitante 11.000

Beijos

Fernando Rozano disse...

nada como voar....e se deixar levar pelo vento. preciso desse voar urgente. meu abraço carinhoso, Joice.

JOICE WORM disse...

Fernando,
Já estou pensando em levitar, já que não temos asas para voar e o peso e gravidade nos arrasta de volta à terra...
Era bom era que pudessemos de alguma forma realizar este pequeno desejo...
Beijos, querido!

acqua disse...

Eu adoro o vento e só em imaginar estar com ele a pele fica toda arrepiada. Beijos meus

JOICE WORM disse...

Zé Carlos,
Ehhhhhhhh!! Visitante number 11.000!! Vivaaaaaaaaa.
Pena que não pensei em um prêmio, mas ainda vou a tempo...
Hum... Tenho que pensar em uma surpesa. Hehe...

Acqua,
Eu do vento, só se me levar mesmo (de forma imaginária), ou brisas... porque quando chove e o vento grita através das frestas das janelas ou dobra árvores... Viche!! Que medo!!!....

Aline Romero disse...

Ahhh..Me ensina a voar também??
:)

Ilaine disse...

Joice!

Que magnífico vôo, menina. O vento te levará e te contará coisas belas. Assim como a vida.

Beijo

Sol da meia noite disse...

Voar é ousar ir mais além... porque não ao sabor do vento...?

Beijinho *

CarLitos disse...

voar... é giro! :) eu nao gosto de voar porque tenho vertigens :)
.
e tu, tens vertigens? :P
.
.
=)**

Monique Frebell disse...

As vezes o que eu mais queria era voar, sumir pra nunca mais voltar...

Bjoos!

neo-orkuteiro disse...

Imagino você de asas. Só podem ser asas muito bonitas, combinando perfeiramente com o que quer que você esteja vestindo e tudo combinando com você, inclusive o próprio vôo poético que você alça ainda que só de raro em raro.
"Voar" é um desse momentos em que parece que a inspiração pegou você de jeito. Aí saiu isto, para minha alegria de leitor.

tossan disse...

Voar... Palvra bonita cabe em qualquer assunto, não é verdade?
Na sua poesia ficou...Obrigado por comentar os posts antigos. Bj

Gui Sillva disse...

com uma vontade louca de bater as "asinhas" e voar...voar muito.
só falta um pouquinho de coragem.


obrigado pela palavras.
beijooooooooooo

xistosa - (josé torres) disse...

É mesmo que isso que por vezes apetece.
Batermos as asas e talvez espairecer.
"A vida é bela" e é mesmo ... matei saudades.

JOICE WORM disse...

Aline,
Andavas tristinha, mas com o Clic e Clac da vida, de vez em quando vejo o seu sorriso.
Voar é fácil. Feche os olhos e imagina o lugar que queria estar... O voo sai leve batendo nas asas da sua alma.
Ontem fui até as estrelas! Uma beijoka, menina linda!

Ilaine,
É em busca de histórias que voo mais alto, amiga. Para ver as mesmas situações de outro ângulo. (risos). Beijos a ti.

Sol,
Voar, voar, voar... Deve ser maravilhoso a sensação de ser pássaro. Só tira férias na época de caça. Livra!! (risos)

Carlitos,
Não tenho vertigens dentro do avião, nem nas viagens da minha imaginação, mas não posso me aproximar de uma varanda... Uowooo!!...

Monique,
Ehhh... Para nunca mais voltar, não existe. Esta possibilidade está nula. Há sempre uma razão para voltar. Pense bem... Hum! Tenho certeza que sabes melhor do que ninguém.

João (Neo),
Que romântico. Eu com asas a fazer poesia vestida com qualquer coisa... hehe. Adorei a visão!
Beijos a ti!

Tossan,
Ainda tenho que ler mais posts teus e dos meus amigos blogueiros. Adoro ler outras fases de vida. E quem está nos meus lincks, é porque merece a pena.
Muac para ti!

Gui,
Não se atire da janela. Não ia dar certo. Quebravas, asas, perninhas, costelinhas... Não valia a pena. He he... Faça como eu, feche os olhos, coloque uma música legal que lhe faça viajar e se transporte... Quando acordares, está em cima da cama. Assim é mais confortável o "voar".

Uma estrela errante disse...

Olá,

Passear no teu cantinho foi voar pelo universo...amei!

beijinho

Isa