quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Viva a vida!

Não se entristeças... Você já imaginou quão especial tu és?

Se perdeste um trabalho que tinha há muito tempo, vá ver que será uma oportunidade para mudar de uma vez por todas, e evoluir... Por vezes, ficamos estagnados e não desenvolvemos suficientemente. Já te imaginaste velho e sem histórias para contar das coisas que fez e que aprendeu no labor?

Se perdeste um amigo, por intrigas ou descaso ligado à ele. Deixa lá. A vida segue e, amigo que é amigo, volta! As intrigas são descobertas e o momento do perdão será mais especial do que toda a vida passada.

Se está chateado com o seu companheiro ou companheira... Nada como um dia atrás do outro. O que precisa semear é a paciência, a tolerância e a compreensão. Haja como se o seu companheiro estivesse a precisar de um amigo e este pode ser você. Como "amigo", o que faria? E ainda mais, se um dia já amou muito esta pessoa, pergunte o que mudou desde então. Recuperem juntos os bons momentos. Com certeza os dois sentem a mesma necessidade.

Viva a vida!!

(Joice Worm)

16 comentários:

Luiz Caio disse...

Oi joice! como vai?
Sabias palavras, amiga! Às vezes nos aborrecemos muito com algo, e não nos damos contas que tudo faz parte da vida. E que por varias outras vezes, enfrentamos problemas muito piores, e no entanto estamos aqui... Inteiros! Se a crise for entre casais então! Imagina só, quantas outras já não houveram antes!... Concordo plenamente, quando diz que é preciso resgatar os momentos, lá do inicio da relação... Pois neste periodo, um simples sorriso de um,já iluminava a alma inteira do outro!

SABIAS PALAVRAS,REALMENTE!
Obrigado por sua visita ao meu blog, e pelo carinho...

UM GRANDE ABRAÇO.

Aline Romero disse...

Lindo, Joice!
A filosofia é essa mesmo.
Viva a vida, e curta os segundos.
Saudades daqui!
(Sem tempo pra nada...:[)

Tiago Soarez disse...

Joyce,

Sabias palavras!

Lindo presente esse seu post!

Gostei muito mesmo.

la chica maravilla disse...

Viva, viva!
É mesmo se às vezes nao vejo com issa certeza, concordo con você!
Sábias palavras, linda! Você é uma verdadeira filosofa, como um livro que deve ser lido.

Beijinhos,
Caro

No Limite do Oceano disse...

Joice hoje tive um dia de #%$%%» no trabalho e agora que li o teu texto sabes o que me veio à cabeça?! PENSAMENTO POSITIVO e não sendo fácil há que tentar não é?

As maravilhas da vida é existir um fio condutor que nos leva ao cerne do problema, e tudo tem solução :- )

*Hugs n' smiles*
Carlos

amordemadrugada disse...

Lindo post Joice Querida!
Verdadeiro, mas ás vezes impossível de concretizar!
as mentes humanas andam um pouco perturbadas, minha linda! e aquela bela frase que diz que nada é impossível, deixou de fazer sentido!
Mas, eu te amo, na mesma...rs
beijo em tu Joici...rs

Dois Rios disse...

Mais que filosofia de vida, eu diria que as suas palavras são filosoficas de sobrevivência.

Beijo,
Inês

Ilaine disse...

Querida Joice!

Lindo texto. Suas palavras são sempre tão ricas, tão abrangentes. Expressam carinho e profundidade, falam a vida e rezam o amor.

Perdoe a demora. Que bom te ver!

Beijo

Antonio saramago disse...

Ao contrário de mim,ainda estás a dormir a esta hora, mas não durmas muito, pois o teu SABER faz falta em qualquer lugar.
Tudo o ke sai de ti é muito bonito e interessante.
Sra. da Literatura...Que Deus te perserve esse DOM por uma Eternidade.
Um beijinho no teu maravilhoso coração.

Fernanda disse...

Se vivessemos mais no presente não ficariamos tão perturbados com essas questões, que já são passado. Como tu dizes, Joice, nada como um dia atrás do outro.
Bjosssss

Assim que sou disse...

A alma humana - se é que você concorda comigo, Joice - é tacanha por natureza. Diante da dificuldade ou do conflito sempre impõe-se um primeiro momento de torpor e desconforto. Às vezes esse primeiro momento é longo, quase interminável. E nos deixamos tomar por sentimentos de desgosto, raiva, injustiça, medo e até altivez. Só depois somos capazes - e não é incomum perdemos o bonde da história nesse período - de olhar com os olhos do equilíbrio, do raciocínio, da complacência e do amor. Enquanto lia o teu texto pensei nessas coisas. E alguma delas, querida amiga virtual, passeiam hoje por minha mente repleta de vastas emoções e pensamentos imperfeitos.
Foi muito bom te ler logo cedo.
!!!Saludos para usted!!!

besos. Veronica

João Videira Santos disse...

Agradeço a simpatia das suas palavras e...não se "livra" de mim. Vou voltar. Até lá..."leia-me"! Um beijão e até ao meu regresso.

JOICE WORM disse...

Luiz Caio,
Thanks por tuas palavras. A vida é a coisa mais comentada por todos nós e não há ninguém no mundo que não se questione. Eu escrevo, você concorda ou discorda, vem outros, faz o mesmo e depois escrevem, lá vou eu a pensar em outras opiniões... e ficamos assim, sem compreender perfeitamente nada.
Afinal, o que queremos é estar bem seja em que circunstância for. E seguimos vivendo! Bjsssss.

Aline,
Gatíssima, quanto tempo. Já andava preocupada contigo. Mas eu compreendo que há alturas na vida que não dá para encarar... risos. Ainda bem que arranjaste um tempinho para vir ao SPA Mental da Joice... Hehe... Beijosssss

Tiago,
Falas do presente que te dei com este post, mas afinal, eu é que ganhei muito em ir ao Bossa Nova. Sabia que já estou de amizade com Vovó Neuza por tua causa??

Caro,
Amore mio de mi vida! Gracia por venir y además por dispender tanto tiempo a leer un montón de posts antiguos. Tu es mismo una chica maravilla!!

Carlo (Limite deste mar imenso)
Madre mia, quanto palavrão. Fiquei imaginando o dia que deves ter passado. Mas ainda bem que veio até aqui e saiu mais relaxado. Beijos em tuas mãos. Descanse.

Madrugada,
Tu és incrível. Tem sempre um "mas". Às vezes quando escrevo seja o que for e vejo que há um comentário seu... Já sei concorda sempre com "metade". Mas adoro esta tua característica. Prova que ninguém está nunca totalmente certo!! Te amo.

Inês (Dois Rios)
Obrigado por reverter as minha palavras em "filosofia". No fundo era para ser, com pretensão de ajudar a mim mesma um dia que volte a ler este post... Imagine!

Ilaine,
Minha querida amiga de terras escandinavas. Quisera ir andando te ver. Mas nem de bicicleta chegava bem... Um dia faço uma loucura. Apanho o avião e vou conhecer a terra de Pearl Buck.
Obrigada por dizer que minha palavras "falam a vida e rezam o amor". Gostei!

Antonio,
Tu és um fã meu e ninguém me quita! (risos). Sabe que gosto muito de ti e já tivemos nossos contratempos, mas como digo, amigo que é amigo, não se abate com coisas pequenas, sequer as grandes, acredite.
Sra. da Literatura... Ha...Só tu!...

Fernanda,
Concordo contigo em vivermos mais o presente. Faço exactamente isto há um ano e lhe digo. Custou mais os primeiros dias, mas depois fui me acostumando a pensar no momento e disfrutá-lo. Bem, nunca mais parei!

JOICE WORM disse...

Veronica,
Tive que enviar este coment em separado porque o anterior já estava muito grande.
Adorei a sua divagação. Tens muita razão e é exactamente como vejo a alma humana. Primeiro escolhe o caminho mais duro e mais aventureiro nas relações e depois aparece todo partido de corpo e alma para caminhos mais profundos e espirituais, mas ainda bem que assim é, senão como poderíamos saber o quão bom é o caminho branco?
Beijo grande para ti, Vero!

João Videira,
Teu site está tão recheado de coisas, que acho que enquanto vc vai de férias para fora, os leitores vão de férias para dentro... do seu Blog. Gostou do trocadilho? Um forte abraço para ti e boa viagem...

Luiz Caio disse...

Oi querida amiga!
Também não fico muito confortavel, quando meus anjos me incumbem a tarefa de transmitir versos muito realistas... Prefiro falar de amor e de esperança!... Mas sabe joice! Eu creio que aprendi uma coisa muito importante neste mundo mágico das palavras escritas... Para cada novo poema que surge, ou prosa, ou um outro gênero de escrita... Há uma alma ansiosa por recebe-lo! Por isso nunca deixo de escrever algo que me pede para ser escrito... Assim quando falo de amor,falo com a alma pura.Ciente de que não ocultei a dor do outro... Que também chora, e sente!

UM GRANDE ABRAÇO.

Madalena Barranco disse...

Querida Joice, entrar em seu blog é de fato um milagre de paz... Ativa!! SAbe?! Com este seu post lembrei-me do querido Ricardo Calmon.

Beijos.