sábado, 28 de junho de 2008

Bons tempos...

Como se estrutura uma mulher afetuosamente nos tempos modernos?

Tenho visto filmes de épocas passadas e sinto saudades de tempos vividos... ou seja, como mulher, me emociono com a gentileza do homem daquele tempo. O respeito e a sutileza das palavras, para que não ofendessem ou que se direcionassem para outro sentido.

Este não é um desabafo pessoal, é antes, uma reflexão mais ou menos generalizada de como um homem e uma mulher gostariam de serem tratados.
O homem lutava por ter uma posição social de tal ordem que pudesse cativar a uma "senhora" e finalmente conquistar também a sua família.

A mulher se empenhava em tornar-se prendada com os labores de bordados, aprendizado de línguas, piano, dança de baile...

Era uma época encantadora em que as distâncias deixavam os corações enamorados a sufocar de paixão. Um olhar era quase como atingir um clímax. E um beijo era o anúncio de um casamento.

Tempos em que a gentileza partia de ambas as partes e a beleza era vista e admirada em todos os ângulos, quer pessoal, quer arquitetônico, paisagístico ou artístico.

Finalmente, o espaço de uma mulher era o de educadora, orientadora, conselheira e benfeitora do lar. Mas com a emancipação, a instabilidade financeira familiar generalizada, as invenções eletrônicas e todos os vícios que se possa imaginar, tanto consumido por homens como por mulheres... A magia se desvaneceu como um sonho interrompido por uma bomba. E após esta explosão, a mulher se estruturou de forma a vencer a depressão, o estresse, a batalha contra os males que lhe chegam à familia no dia a dia.

Ou melhor, reflectindo, a pesar de também não ter o homem que seguir para a guerra para defender o seu país, tem que ambos, sair para trabalhar para ao menos defender o seu lar e o pão nosso de cada dia...

Triste de nós que evoluímos desta maneira.

Sorte a nossa poder lembrar de parâmetros melhores.

9 comentários:

azul disse...

mudam-se os tempos.

abraço.

CarLitos disse...

ahahahah grande capa:D quero uma copia para mim e espero q venha com conselhos de "como conquistar alguém sem cometer erros" :S
.
blog !! aceio um comenatario teu!!! daqueles muito grandes e q me dizem a verdade :S


****

CarLitos disse...

preciso mesmo de um comentario teu :S:S:S:S:S:S:S:S
farto deste amor ,,,,,, ='(

JOICE WORM disse...

Oi Carlitos,
Calma. Amar é assim mesmo. Tens que ter paciência para ouvir e manter-se calmo.
Conviver é também sinônimo de Tolerar... Já fui ao seu Blog. Deixei lá um recado gelado para o calor.

JOICE WORM disse...

Azul,

Homem de poucas palavras... Isso é o mais sensato para dizer... Mudam-se os tempos e muita coisa boa se vai e muita coisa má também...

CarLitos disse...

Amiguinha, nada que já nao conhecas!!!! é a minha má sorte no amor e nos jogos de amor...
.
um amor que nao sei se existe (mas é dito em palavras e pelos dois que sim, existe!), mas nao pode ser concretizado... e estou a sofrer com isso!!!
Até a minha sinceridade nao serve de nada :S... estou importente!!! e ele é mais forte :S...

No Limite do Oceano disse...

Joice é sempre bom reflectir, nem que seja para pensarmos um pouco com um objectivo definido. Nestes últimos dias as palavras foram raras, como pedras preciosas e todas as querem nem que seja para mostrar aos outros. E é mesmo um desse sentimentos que me destrói sempre que estou perto dele. Porque é que nós, no geral, precisamos de mostrar a quem está próximo de nós o que tem valor, o que nos enche o EGO, enfim pequenas coisas que não se devia dar a importância se que dá...

Bons tempos são sempre os mais preciosos e são esses que abafam o pouco ou nenhum valor que têm. Estes meus últimos dias têm sido assim, não porque quero, mas porque tem que ser...sim triste de nós que evoluímos desta maneira como tu dizes...e porque tenho a certeza que este tema tinha pano para fazer inúmeras mangas fico por aqui e deixo-te um abraço com tudo o que mereces. E o teu sorriso decerto que é uma das tuas pedras preciosas :- )

*Hugs n' smiles*
Carlos

JOICE WORM disse...

Carlitos, sabe o que lhe digo... Amar é bom e pronto. Não se questione se é muito ou pouco. "Amar" é sempre suficiente.
Aproveite a vida com o amor de cada dia. Se amanhã não o tiver, espere, tome folêgo e recupere energias. Verás que a cada nova forma de amar e cada coisa ou pessoa que amar, você se tornará ainda mais valioso. Este é um dos segredos da vida.

JOICE WORM disse...

Carlos, oceano sem limites...
Gosto de ir mudando o nome do seu oceano. É como acompanhar a sua natureza. Hoje estás nesta fase do querer ultrapassar as suas barreiras. É como querer como água, inundar todos os espaços de corações que possa alcançar.
Sinto-te como um tisunami, amigo. Parece que ao minimo tremor de terra, tu vás expandir-se de tal forma, que que te ler, vai levar vantagem, mesmo que na realidade não seja o que realmente faz um maremoto... Seu oceano é diferente. Sua água é feita de letras!!
Força aí!