domingo, 27 de julho de 2008

Blogs!

Quando temos um blog, iniciamos pelo nível 1 da comunicação:

Utilizamos os meios e postamos textos superficiais sobre assunto correntes e comuns aos demais. Com o passar do tempo e de acordo ou não com a quantidade e qualidade dos comentários, passamos lentamente a dar alguma opinião sobre conductas alheias ou a contar histórias verídicas interessantes, intrigantes, revoltantes ou divertidas.

Mais adiante, já no nível 3, fazemos juízos e nossas opiniões se concretizam. Ganhamos confiança, e já não esperamos que haja leitores ou que ao menos emitam comentários. Estamos quase no auge.

Chegando ao nível 5 e já com alguma cumplicidade e por passar a entender os outros, falamos de nosso passado, nossos projectos, ilusões e dificuldades, assim como os momentos felizes e as glórias. E neste nível a comunicação é de sentimentos fortes. Há laços de amizade e carinho e um bom nível de intimidade. As opiniões nos importam e valorizamos cada uma delas. Compreendemos que cada um é como é, e nos pode ajudar no momento oportuno e vive-versa. Chegamos ao cume da comunicação: Há entendimento porque há comunicação. Mas...

Há uns pormenores que atrapalham algumas pessoas de comunicar:

1. O medo de ser rejeitado; 2. O medo de conhecer as nossas limitações (culturais e linguísticas) ou capacidade de entender o que se lê. 3. O medo de perder o prestígio quando imagina que poderá ser julgado.

E como vencer o medo?
- Sendo autêntico. Sendo você mesmo e aprender a ter coragem para se defender. - Ninguém neste mundo é melhor que ninguém.

Temos iguais capacidades, apesar das diferentes oportunidades. Tudo depende de nossa vontade e uso do livre arbítrio. E dentro desta liberdade e poder de escolha, optamos por estar por baixo ou por cima.

Presumo que juntos encontraremos as nossas respostas.

Joice Worm

14 comentários:

Filipa Epifânio disse...

Que post maravilhoso...espero que consiga entender toda a plenitude do meu sorriso :)

JOICE WORM disse...

Filipa,

Não só entendo como quase vejo e melhor, penso até que já atingimos o nível 5 da comunicação... Haha.

Dois Rios disse...

Joice,
Você fez uma reflexão absolutamente precisa e oportuna sobre a questão dos blogs. É exatamente isso que eu penso. Parabéns!

Beijo,

xistosa - (josé torres) disse...

Talvez lhe dê razão.
Mas faltou o nível 6 ...
Sim aquele que 1 blog já não chega e fazemos nascer outro(s).
Depois não conseguimos acompanhar o ritmo e como o balão que sobe ... sobe ... rebenta.

Gostei das diversas fases.
Gosto muito de comunicar, mas muito mesmo ...
Já estive das 23 horas até ás 5 da manhã, "batendo papo", pelo Gmail.
Escrevia eu ... respondiam-me ... e assim numa sucessão de 6 horas ... só de loucos.

Só queria lhe dizer, depois daquele,
"Mas..."
Temos que ter presente que há sempre um mas ...,
"não uns pormenores que atrapalham algumas pessoas de comuunicar:"

Mas ... a natureza preversa da Net.
Felizmente que até hoje, todos com quem me relaciono, apesar do cepticismo da m/mulher ... têm sido duma impecabilidade total.

Sempre fiz amigos pela vida fora.

Há cerca de 4 anos, um casal, que não me conhecia, nem eu ... ainda não tinha os blogs, (foi num site de receitas de culinária, que "falávamos"), pois esse casal, quis ir de férias para o mesmo local, em Espanha, para onde vou há 20 anos.
Paguei-lhes o sinal, ( o dinheiro adiantado, para garantir a reserva).
Depois lá, em Espanha no Hotel, (para a Joice, aí em Espanha) acertámos as contas ...


Agora uma coisa totalmente diferente.

Como vencer o medo de voar?

(é uma pequena brincadeira).

Uma boa semana.

JOICE WORM disse...

Dois Rios,
Penso que afinal fui ao encontro da opinião da maioria das pessoas. Talvez por nos reflectirmos em qualquer das fases. Você tem no seu Blog uma poesia que eu amei!!

Torres,
Que delícia ler este seu comentário. Fiquei te imaginando a divagar. Pelo tamanho deste texto, vejo que realmente você é bom de conversa. Mesmo longo, quando cheguei ao final, pedi por mais... (risos).
Realmente faltou o nível 6. E este também já atingi. Tenho mais ´4 Blogs além destes. 1 onde crio e ensaio uma Novela, outro igual, mas em língua espanhola. Mais um que chamos de http://euvoscompreendo.blog.com e mais um no Brasil onde todos os leitores são apenas de lá, com excepção de Luísa e Renato que são de Lisboa.
Como vê, o Blog é minha terapia de vida e me faz bem. Digo sempre que não tenho tempo, o que é verdade, mas sempre há 5 minutos para escrever e comentar os comentários. Me enche de prazer!
Bom... Já estou igual a ti.
Um grande abraço da Joice

Fernando Rozano disse...

o blog é definitivamente uma "mídia", digamos, mais pessoal, mais comprometida com que aquilo que acreditamos - refiro-me a quem o faz com seriedade, naturalmente - às vezes escapando da estética, da forma, do estilo. e aí é que, a meu juízo, está a autenticidade do blog: expressão tal como é. para mim, é como uma oficina literária, por exemplo, onde prefiro muito mais ler e comentar que escrever. enfim, aqui vamos criando um universo possível. gostei muito da reflexão. beijo, Joice.

Pelos caminhos da vida. disse...

Precisava fazer alguma coisa para mudar minha rotina,abri o blog recentemente.
Com o blog vieram:
Amigos...
Lealdade...
Carinho...
Adorei seu post.

beijooo.

Assim que sou disse...

É curioso constatar que foi exatamente isso que aconteceu. Começou como novidade mas, quando me dei conta, já tinha feito do blog um espaço de troca e soma. Mas, sabe: abstrai da idéia de que tenho que ser muito lida ou ser fonte de muitos comentários. Gosto mesmo das pessoas que sempre passam por lá e cuja palavra me faz trazer um olhar novo sobre o que escrevi.E senti. Gosto particularmente dos seus comentários. E vou pensar seriamente em retirar a cor preta do fundo do blog.

bjss. Veronica

No Limite do Oceano disse...

Joice,
Acabei mesmo de ler a tua msg...eu ando por aqui!!! :-p e apesar de terem sido uns dias complicados não deixei de lado os meus blogs favoritos e quanto ao que um blog tem para dar, tu melhor do que ninguém sabes disso!

Há conversas interessantes, há aquelas que podem ser pontos de partida para inúmeros temas, mas nada melhor do que deitar para fora o que sentimos...

Joice ando atarefado porque entretanto vou de férias, não terei tempo para escrever nem visitar o teu Blog :-S mas com tanta coisa ao mesmo tempo, com a Chantal com uma “parabólica” ao pescoço (Chantal é a minha cadelinha que foi ao veterinário e tem uma ferida e tem que se portar bem lol) e com o trabalho a ter que ser programado para as próximas 2 semanas não tenho tido oportunidade de deixar nem que fosse uma palavra aqui no teu "milagre". E ainda tenho um texto para deixar a boiar no meu oceano até que regresse de férias…diz lá que um blog não é uma ilha perdida no meio dum oceano?
Eu sei que sabes e podia ter cortado este meu comentário e deixado apenas uma parte, mas já que comecei e estou com a corda toda levo tudo à frente...

*Hugs n' smiles*
Carlos

neo-orkuteiro disse...

Uma beleza, Joice, sua análise do blogueiro típico do ponto de vista psicológico, os níveis, tudo enfim. Aqui você está mais "visível" do que lá, em seu outro blog, o brasileiro, de onde vim. Quem você pensa que eu sou?
Pois é.

Denise disse...

Joice
Muito bom esse post, a qualidade dos comentários realmente nos dá mais ânimo e mais responsabilidade para as postagens seguintes.
Bjs

Marcos Santos disse...

Gostei Joice!

Acho que nós brasileiros somos comunicadores por natureza. Os blogs foram a ferramenta que faltava, para que milhares de Washingtons Olivettos surgissem e mostrassem sua cara. Temos sim, facilidade de nos flexionarmos nesse meio, pois nossa rigidez flexivel nos permite isso. Afinal, se tiramos música de um berimbau, o resto é mole.

Fernanda disse...

Tantos textos para ler, Joice! É o que dá ir de férias enquanto ficas a vender bilhestes de avião, rssss...
Ignoro em que nível estou, Joice, porém sincera sempre fui, mais vale assim, para não as atrair pessoas erradas e evitar perdas de tempo.
Beijo

la chica maravilla disse...

Amén! Isso está certo que aprendemos!