sábado, 24 de maio de 2008

Grades

Já consegui ver o umbral como grades.
Daqui da Terra, é difícil escapar sem sofrer...
(Joice Worm)

12 comentários:

Dauri Batisti disse...

Querida Joice,

Obrigado pela visita ao essa palavra. Deixei lá um comentário ao seu comentário que segue abaixo.
Volte quando puder, você é sempre benvinda.

Escrevo ficção em poemas. Criou-se essa idéia de que poesia é sempre desabafo. Não é o meu modo de entender.

São personagens que crio e o poema fala do mundo da personagem. São poemas-contos, entende? Crio um personagem. O do último poema é um destes andarilhos que a gente ve por ai. Um alguém que até pode ter sido "alguem" e que caiu na estrada.

Costumo dizer que não escrevo com sentimentos e concordo plenamente com Fernando Pessoa: escrevo com a imaginação.

Obrigado pela visita.

JOICE WORM disse...

Então melhor assim Dauri. Confesso que me preocupei, mas fiquei satisfeita por saber que era em vão. Já voltei, já reli e já comentei outra vez. Bravo!

No Limite do Oceano disse...

Joice achei incrível que quando acabei de andar às voltas com as palavras para um texto, li este teu texto e falas de grades e de sofrimento. Não acredito em coincidência mas esta parece uma.

A vida é uma constante escola. Ainda estou a aprender...

*Hugs n' smiles*
Carlos

JOICE WORM disse...

A nossa coincidência é a ligação mental Carlos. Estamos ligados cósmicamente por um fio de prata e a telepatia, mesmo pouco utilizada por nós, é possível. Fui buscar a inspiração do Blog do Prof. Eustáquio e trouxe para aqui minha frase que vai inspirar a ti e por aí em diante... Adoro isto!

Tâmara disse...

Queida, confesso que nos ultimos dias andei vivendo terriveis umbrais...e te falo tb que daqui da terra...tenho tido olhos bionicos. Tomara que o cara la de cima me reserve coisas melhores...ne.


Bjao minha flor!!

JOICE WORM disse...

Ai Tâmara, às vezes dou um desconto para o cara lá em cima. Depois do terremoto da China, do vendaval na Birmânia e coisas que se passam em África, eu até fico com vergonha de pedir que ele olhe para mim... Mas mesmo assim, vou mandando uns recadinhos (risos).

Legendario disse...

Joice:

Por favor, envíame tu correo a

rga5603@yahoo.com.mx.

Saludos

JOICE WORM disse...

Cuanto honor Legendário! Ya lo he enviado. Un abrazo.

Aline Romero disse...

Oi, JOice! Frase de efeito essa, hein?
Quem nunca se sentiu preso aqui na Terra, afinal?
A unica certeza é que nos libertaremos um dia..
Tem presente pra voce no meu blog!

Madalena Barranco disse...

Olá Joice, hehehe - você fez bem em escrever ao Geovisite! Isso não é ser chata,afinal você os ajudou a ver um erro.

Ah, sofrimento... Escola ou palco? Ou apenas uma passagem para sabe Deus...

Beijos.

JOICE WORM disse...

Aline,
Já fui ver minha surpresa e já trouxe o meu presente. Obrigaduuuuu. Tu és linda demais!

Madá,
Agora já sabes que seguramente eu, estou em Badajoz a te visitar...
Acho que o sofrimento tanto serve de escola, como de palco. E neste último, mas vale estar de platéia do que de personagem, amiga.

Fernanda disse...

Difícil, Joice? Diria antes impossível. Lembro muito do meu pai ao dizer que o Inferno era aqui na Terra ( ainda antes da Igreja renegar o Inferno tal qual a imagem que ela própria pintara!).
Bem, mas sem sofrimento não há crescimento, nem evolução, não é?
Bjo