domingo, 25 de maio de 2008

Valores

Seguramente,
Damos valor àquilo
Que nos dá mais prazer!

(Joice Worm)

13 comentários:

Aline Romero disse...

Sim... Muitas vezes somos egoístas, e sequer levamos em conta se nosso prazer afetará a vida de alguém... Outras somos medrosos, e deixamos de fazer coisas difícies- que teriam feito toda a diferença.
Bela frase!
Bjo!

JOICE WORM disse...

É verdade Aline. Tu és sábia, menina. Obrigada pelo preseintinho e pelo coment.!! Beijokas fofas para ti.

Alice disse...

Olá Joice !! vim retribuir-lhe a visita e acabei descobrindo um lugar maravilhoso !!
posso add aos meus favoritos ?

bjkas pra vc !!

JOICE WORM disse...

Oi Alice,
Não imagina como gostei do seu "país dos pensamentos", e antes de pedir autorização, linckeite logo ao "pequeno milagre". Seja bem vinda.

Ju disse...

é verdade! cada vez mais aprendo a dar valor ao que me valoriza também!
abraços!
=)

No Limite do Oceano disse...

Joice falas de prazer…Hoje vi a "season finale" da 4ª temporada de "Grey's Anatomy" que é das séries que me dá o motivo de através das palavras construir cenas que apesar de não ser visíveis eu pelo menos as vejo como uma “realidade”. É ficção e sei que não passa disso, mas acreditas que enquanto vejo esta serie grande parte do tempo consigo deixar de pensar no que nos rodeia?

Acabei de regressar de minha história. Não escrevi quase nada mas senti que as pontas soltas deixaram de estar. É pena que as minhas são mais complicadas de as agarrar.

Falavas de prazer e resolvi partilhar o prazer que tenho com algo que é momentâneo mas para ser sincero prefiro passar 1 hora e 20 minutos a ver a vida da Meredith e companhia do que ter que pensar que amanhã é segunda-feira e mais uma semana me espera.
O que o último episódio de "Grey's Anatomy" me disse foi que é preciso ter esperança e não é ela que deixa que a vida nos dê prazer? Acho que o prazer não tem que ser questionável, deixemos isso para os problemas...

*Hugs n' smiles*
Carlos

JOICE WORM disse...

Ju,
Esta mistura de valores e prazeres parece quase impossível de separar.
Bjs para ti.

Carlos,
Como podemos deixar de questionar o prazer se primeiro temos que descobrir a beleza e depois deleitarmos naquilo que valorizamos? Assim, este método involuntário nos leva ao questionamento e a "escolha".
Parece complicado, mas no fundo está tudo ligado:
Valor - Escolha - Prazer
O "problema" entrará quando valorizamos mais do que uma coisa ou pessoa e temos que escolher "só uma".
Escreveste hoje? Vou conferir.

Raquel disse...

Ichi! pensei em varios exemplos afirmativos e negativos sobre essa frase. E concluo que SIM, deveriamos dar mais valor ao que nos da prazer, mais nem sempre é assim.

Besitosss e tenga una muy buena semana

JOICE WORM disse...

Olá Raquelzíssima!!
Na verdade é uma frase mais simples do que se possa imaginar. É "gostar e amar o que lhe satifaz". O que não lhe satisfaz você deixa que participe na sua vida, mas não faz muito caso do eventual valor que possa ter, porque não lhe interessa.
É uma frase pequenina que fiz, e tanto pode ser analisada com uma explicação de comentário, como podemos nos extender com uma tarde de conversa e contestações...
Valores, Beleza, Medo... Tudo o que escrevo faz parte das minhas ingações filosóficas.
"Ser ou não ser. Eis a questão".
Beijossssss da Joice para ti!

mundo azul disse...

É verdade! Sempre nos guiamos através das nossas preferências...
Beijos e uma semana muito feliz, para você, Joice!

Ilaine disse...

Oi, Joice!

Cheiros e cores sâo intensos em nossas vidas. Influenciam a alma.

Escritos teus... Semnpre tâo delicados e acertados.

Abraço

Camilla Tebet disse...

Infelizmente nem sempre. Qual é o segredo pra estar segura quanto a isso?

JOICE WORM disse...

Mundo Azul,
Nada como desfrutar daquilo que verdadeiramente se gosta, não é mesmo? Eu adoro, falar, ver, comer, beber e conviver com tudo o que valorizo.

Ilaine,
Apesar do coment de cheiro não ser aqui, fui correndo ao seu Blog te ver, e lá encontrei a sua mudança... mas ainda bem que é só de casa.(risos). Muito trabalho daqui para frente, mas depois será compensatório.

Camilla,
... vou tentar responder: O que nos dá segurança? Nós mesmos. Cada um por si, escolhendo aquilo que "quer" e rejeitando aquilo que "não quer"... Fica o "valorizado".