segunda-feira, 5 de maio de 2008

Receita da vida para o medo

Combater o medo não é tarefa fácil. E tão pouco é uma lição que se acaba com um texto que lhe chama atenção. É preciso receitas. É preciso conversarmos uns com os outros e dizermos como enfrentamos um dia "o bicho papão". E por este motivo, vou partilhar as palavras que escrevi em comentários com a Fernanda do Blog "Mãe e muito mais..."

Esta é a minha receita nº 1:

"Em qualquer momento que o medo aparecer, o que devemos fazer é enfrentá-lo. E como? Fazendo exactamente o contrário daquilo que a sua consciência lhe disser e que seja no mínimo sensato. O resultado é tão dinâmico e positivo, que você nunca mais vai querer parar. E assim que seu medo perceber que estás usando uma arma nova, foge por não ter como lutar contra a sua maior vontade: A vontade de experimentar!" (Joice Worm)

E todas as outras receitas se enumerarão a proporção que cada um de nós descobre um ingrediente novo para usar como arma.

7 comentários:

CarLitos disse...

Joice: foi tudo muito divertido, e gritar palavras de ordem sempre! porém nao podemos ir contra regras... e o Dux é que manda lá.. e por isso temos q fazer o q ele diz! O meu curso é melhor do que Bioquimica (o meu anterior) e eles acham que têm o diereito de mandra bocas ou criticar...

e longe com o medo!!!! =)

***

JOICE WORM disse...

Carlitos,
Agora quero uma receita tua. Ficarei esperando que conte o dia que deixou de ter medo e enfrentou o monstro. O que aconteceu? Foi positivo? Ou ainda não teve nenhuma oportunidade de provar que valeu a pena?

Raquel disse...

Joyce querida,

Essa é a minha receita também!!! Funiona e muito.

Te linkei lá no meu blog.
Besitosss

Beto Matos disse...

Ah, Joyce...
A vontade de experimentar...essa é a que me devora.
Beijo GRANDE!

JOICE WORM disse...

Raquel,
Obrigada pela visita. E pelo linck, claro.
Ainda bem que já entendeu do que o bicho-medo afinal tem medo... É de a gente tente!

Beto,
O que é que lhe devora? O experimentar ou o "não" experimentar?

No Limite do Oceano disse...

Joice hoje acabei uma formação com muitas "receitas" pelo meio, mas infelizmente nenhuma se aplica ao medo, mas sim à forma como lidamos com os outros, porque comportamento gera comportamento e o melhor de tudo é treinar a empatia, talvez aí as relações entre todos nós sejam mais fáceis...mas falando da tua receita, sabendo bem que ingredientes lá estão posso-te dizer que sabe bem enfretar o medo mas o caminho até lá é longo...mas quem corre por gosto...não é preciso dizer mais nada.

Jinho grande!

*Hugs n' smiles*
Carlos

JOICE WORM disse...

Carlos, querido amigo,
Não te importes muito com esta personagem. Não lhe dê forças. Não pense na palavra, não introspecte, não se comprima de dores e tremores por saber que o vai enfrenar... Abra o peito, levante a cabeça e aja!
Isto chama-se: ATITUDE.
(Acabas de me inspirar para a Receita nº 2)