quarta-feira, 7 de maio de 2008

Leonardo, cozinheiro

Vendo um destes programas de conhecimento culturais para que o participante ganhe uma boa soma de dinheiro, curiosamente fiquei a saber que houve um Restaurante em Sociedade partilhado incrívelmente, por Sandro Boticcelli e Leonardo Da Vinci.
Este homem, além de ser Arquitecto, desenhista, pintor, escultor e matemático, também era cozinheiro. Um espectáculo!
Leonardo que era muito gordo na adolescencia e muito dado a guloseimas e afins, para se manter entretido e não comer tanto, seu pai o colocou a trabalhar como aprendiz com o artista Verochio, mas mesmo assim era complicado fazer o rapaz parar de comer. Assim, como castigo, foi obrigado pelo mestre, a fazer uma dieta e também desenhar um anjo no quadro "O batismo de Cristo". Como a vida não é fácil para ninguém, com o passar do tempo, teve que pagar os seus gastos. E por isto foi trabalhar para uma Taverna como mesero. Com a morte misteriosa do cozinheiro, Leonardo teve a oportunidade de entrar para a cozinha onde começou a servir os seus pratos mais decorados e bonitos que alguém já tinha visto na época.
Mas infelizmente, ele vivia na época em que, além de comerem em quantidade, as pessoas comiam com as mãos. Resultado, foi forçado a fugir da Taverna sobre ameaça de morte por estar burlando os clientes com tão pouca comida. O que é conhecido hoje de Nouvelle Cousine, que a intenção seria mudar o hábito de comer, pelo de admirar e degustar.
Bom, com este relato, ainda tenho a dizer que finalmente, e ilusionado como toda boa gente que sabe cozinhar, abriu um Restaurante com Boticcelli chamado em espanhol: "La enseña de las tres ranas" e o menú era escrito de trás para frente. Mas como a história da Gastronomia é sempre diferente daquela que é a visão do cliente, não deu certo, pois além das pessoas quererem comer em quantidade, não entendiam o menú. E o pior, foi atravessado pelo Macdonald da época.
Enfim... Há mais histórias deste homem na cozinha, mas para mim, é suficiente saber que ele também teve a mesma ilusão que eu e meu marido tivemos. Pena não sabermos pintar como ele... Estávamos safos!

6 comentários:

Fernanda disse...

Eu já tinha lido sobre isso, Joice, na altura fiquei super-surpreendida, porém a cozinha requer criação e imaginação, portanto nada mais natural, para uma pessoa como o Leonardo! Evidentemente que tb aí ele teria que estar à frente do seu tempo!
Será que eles decoraram a taverna com desenhos, esboços e obras dos próprios? Meu Deus, queria entrar nessa dimensão e ver com os meus olhos, rssss...
Bjos

Luci disse...

HAHAHAHAHAHAHA

Adorei essa história. Pra mim, completa novidade. Nunca imaginei Leonardo DaVince cozinhando.. Mas ele fazia de tudo mesmo...
OLha, e gostei mais ainda da forma como vc contou. Divertidíssimo!

Bjo,

Luci:)))

Lola disse...

Adorei!!Amo cozinhar!Beijos

Raquel disse...

Joice, com i...hehehe está corrigido seu lindo nome e sobrenome.
Como anda o curso?
Tenho certeza que logo estarás voando, como uma linda águia.

Obrigada pela visita no ComuniQuel em Imagens

Besitosss

Ilaine disse...

Querida Joice!

Que interessante! Eu também não conhecia esta história. Estes artistas sempre estiveram além de seu tempo. Posso imaginar os pratos lindos de Leonardo, criados com sensibilidade e arte.

Obrigada por este texto tâo bem escrito. Adorei.

bj

JOICE WORM disse...

Oi Luci, Lola y Ilaine...
Bota maravilha nisto. Leonardo é um poço sem fundo de conhecimentos e aproveitamento da vida. Este foi um dos quantos personagens da história que utilizou o seu dom até a última casa da escala imposta ao ser humano. Bem haja!

Quel,
Estou estudando tanto que tem vezes que me esqueço de tudo. Menos de escrever. Ultimamente tem sido meu único relax.
Quando começar a bater asas, aviso-te para que presencia o vôo.

Beijos a estas lindas mulheres!!